Geral

FCMS inicia Educar para Proteger 2014 com palestra sobre festas culturais e religiosas

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, através da Gerência de Patrimônio Histórico e Cultural, promove no dia 1º de abril (terça-feira), às 8h30, no Auditório do Museu da Imagem e do Som, a palestra de lançamento do tema 2014 do Projeto de Educação Patrimonial “Educar para Proteger – Mato Grosso do Sul […]

Arquivo Publicado em 25/03/2014, às 15h04

None

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, através da Gerência de Patrimônio Histórico e Cultural, promove no dia 1º de abril (terça-feira), às 8h30, no Auditório do Museu da Imagem e do Som, a palestra de lançamento do tema 2014 do Projeto de Educação Patrimonial “Educar para Proteger – Mato Grosso do Sul em Festa”, com a produtora cultural Lu Tanno. A entrada é franca.

A palestra dá início à 6ª edição do Educar para Proteger, que desde 2009 engloba cultura e educação em cinco municípios do Estado: Campo Grande, Terenos, Aquidauana, Miranda e Dois Irmãos do Buriti. Em 2014 a pesquisa objetiva conhecer e divulgar amplamente as festas culturais e religiosas de nosso Estado.

Lu Tanno tem graduação em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1996) e em Direito pela Universidade Católica Dom Bosco (1996). Atualmente é produtora-executiva da Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e Televisão Educativa de Mato Grosso do Sul, atual TV Brasil Pantanal.

Coordenou o projeto “Manifestações Culturais e Religiosas de Mato Grosso do Sul”, desenvolvido ao longo dos últimos dois anos e que apresenta panoramas completos das mais tradicionais festas do folclore sul-mato-grossense.

“O Educar para Proteger é um investimento do governo do Estado que surgiu com o objetivo de fortalecer o patrimônio histórico regional, aliando ações de cultura à educação. Na edição de 2014, enfatizará as manifestações culturais de nosso Estado, sejam elas festas sagradas ou profanas”, explica o presidente da Fundação de Cultura, Américo Calheiros.

O projeto conta com o apoio do Iphan/MS e já desenvolveu diversos temas da história local, como “A rota do Trem do Pantanal”, “A Culinária Regional”, “Imagens e Palavras de Mato Grosso do Sul”, “Geopark Bodoquena-Pantanal” e a “Música de Mato Grosso do Sul”.

A cada edição amplia a adesão de colégios por todo o Estado, contando com escolas estaduais e municipais, a participação de alguns Centros de Educação Infantil e de escolas particulares.

“A educação patrimonial visa por meio de projetos desenvolvidos nas escolas preservar e divulgar o Patrimônio Cultural de nosso Estado. A palestra de lançamento busca despertar nos participantes do projeto a importância do tema para o desenvolvimento local. Além das escolas integrantes do projeto de educação patrimonial a palestra é aberta ao público amante da história regional e do folclore”, explica a coordenadora do projeto, a pedagoga Maria Christina Félix.

Manifestações
A Fundação de Cultura lançou no fim de 2013 a publicação “ManiFestações Culturais e Religiosas de Mato Grosso do Sul”, pesquisa coordenada pela jornalista Lu Tanno que apresenta detalhes emocionantes da Folia de Reis, em Bodoquena, da Festa de São Sebastião, do Terço em Honra a São João Batista e São Pedro e o Bon Odori, em Campo Grande, as festas de São Sebastião de Aparecida do Taboado, do Padroeiro São Paulo de Ivinhema, do Divino de Coxim, de Nossa Senhora do Carmo em Forte Coimbra, de São Cristóvão em Dourados, do Santo Fujão de Costa Rica, de Nossa Senhora dos Navegantes de Bataguassu, de Nossa Senhora dos Remédios de Ladário, de Nossa Senhora de Caacupé de Porto Murtinho e de Ponta Porã, de São Patrício em Bela Vista, o Banho de São João de Corumbá e a Missa dos Cavaleiros de Anaurilândia.

Serviço

O Museu da Imagem e do Som fica no Memorial da Cultura, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º andar, Centro. Outras informações podem ser obtidas na Gerência de Patrimônio Histórico e Cultural da FCMS pelos telefones 3316-9155 e 3316-9164 ou pelo e-mail: [email protected] .

Jornal Midiamax