Geral

“Faço até 18 shows por mês sem ter que ir ao Faustão”, diz Elba Ramalho

Dama do Carnaval do Recife, Elba Ramalho encerrou a folia no Marco Zero, nesta terça (4), em um show celebrando seus 35 anos de carreira. O momento, segundo a cantora, é especial, marcado pela liberdade artística. “Não preciso mais me preocupar em tocar no Faustão”, diz, sem esconder que já pensa no fatídico dia da […]

Arquivo Publicado em 05/03/2014, às 12h09

None

Dama do Carnaval do Recife, Elba Ramalho encerrou a folia no Marco Zero, nesta terça (4), em um show celebrando seus 35 anos de carreira. O momento, segundo a cantora, é especial, marcado pela liberdade artística. “Não preciso mais me preocupar em tocar no Faustão”, diz, sem esconder que já pensa no fatídico dia da aposentadoria. “Há muito desgaste”.


Apesar da agenda exaustiva, com dois shows diários, Elba recebeu a reportagem do UOL em seu quarto de hotel no Recife, para uma entrevista exclusiva. O convite partiu dela mesma, ignorando a recusa de sua assessoria, após um encontro casual no saguão.


Dona de simpatia e simplicidade raras para uma estrela de seu porte, ela falou, entre outros assuntos, sobre a ruptura com as multinacionais, o primeiro Grammy que veio logo em seguida, e de como era feliz antes da fama e da vida religiosa. “Vou à missa todos os dias”.

Jornal Midiamax