Geral

Ex-redator-chefe liberal de jornal de Hong Kong é esfaqueado

O ex-redator-chefe de um jornal de Hong Kong cuja recente destituição chocou os defensores da liberdade de informação foi apunhalado nesta quarta-feira e seu estado é considerado crítico, informou uma fonte oficial. Kevin Lau será submetido a uma extensa cirurgia em seus pulmões e pernas, mas sua vida não corre risco, afirmou Ronald Chiu, chefe […]

Arquivo Publicado em 26/02/2014, às 14h29

None

O ex-redator-chefe de um jornal de Hong Kong cuja recente destituição chocou os defensores da liberdade de informação foi apunhalado nesta quarta-feira e seu estado é considerado crítico, informou uma fonte oficial.

Kevin Lau será submetido a uma extensa cirurgia em seus pulmões e pernas, mas sua vida não corre risco, afirmou Ronald Chiu, chefe da Associação de Executivos de Notícias de Hong Kong, depois de falar com médicos do hospital.

Lau, ex-redator-chefe do jornal liberal Ming Pao, foi esfaqueado em plena luz do dia por dois homens que escaparam em uma motocicleta no distrito de Chai Wan.

Este jornalista, que era famoso por suas investigações políticas antes de ser destituído em janeiro, foi atacado quando saía de seu automóvel.

Um porta-voz do governo anunciou que o estado de Lau era crítico.

Lau foi substituído por um redator-chefe da Malásia considerado pró-Pequim, o que provocou protestos da redação, que temia uma tentativa de suprimir os artigos de investigação do jornal.

Entre os artigos de investigação publicados recentemente por Ming Pao, vários discorriam sobre a morte do dissidente chinês Li Wangyang.

O ataque desta quarta-feira foi precedido por vários atentados menos graves contra jornalistas deste território chinês semiautônomo, e ocorreu três dias depois de uma manifestação em apoio à liberdade de expressão da imprensa.

Jornal Midiamax