Geral

Ex-guitarrista do Oasis volta a falar que Liam deseja reunião da banda

Ex-guitarrista do Oasis, Paul Arthurs, conhecido como Bonehead, disse acreditar que Liam Gallagher voltaria a tocar com o Oasis se fosse convidado para isso. O músico se juntou ao Beady Eye, de Liam Gallagher, em um tributo ao baterista Jon Brooks, que morreu em agosto de 2013. Ao site NME, Bonehead disse que apesar de […]

Arquivo Publicado em 03/01/2014, às 18h26

None

Ex-guitarrista do Oasis, Paul Arthurs, conhecido como Bonehead, disse acreditar que Liam Gallagher voltaria a tocar com o Oasis se fosse convidado para isso.

O músico se juntou ao Beady Eye, de Liam Gallagher, em um tributo ao baterista Jon Brooks, que morreu em agosto de 2013. Ao site NME, Bonehead disse que apesar de não haver discussões sobre o retorno da banda, ele acredita que Liam toparia se juntar à banda se alguém dissesse: “aqui está o campo, aqui está o palco, aqui estão 200 mil pessoas. Tenho certeza que Liam subiria ao palco e faria o show. E não acho que precisaria alguém oferecendo a ele bolos de dinheiro. Ele faria isso porque é isso que ama fazer, É sua paixão”.

Muitos reportagens recentes apontaram que a banda poderia se reunir para comemorar o aniversário de 20 anos do álbum “Definetely Maybe”. No entanto, Noel disse que não existe essa possibilidade. “Nós estamos separados…Então, não. eu não estarei envolvido nessa reunião, se houver”.

Bonehead já havia falado, em 2012, sobre o desejo de Liam de voltar com a banda, mas também era cético em relação a Noel. Bonehead tocou na banda britânica entre os anos de 1991 e 1999. O guitarrista deixou o grupo durante as gravações do álbum “Standing On The Shoulders of Giants”.

Fim do Oasis

O Oasis lançou seu primeiro álbum de estúdio, “Definetly Maybe”, em 1994, e fez sucesso imediato com seu primeiro single, “Supersonic”. A boa fase da banda se manteve durante vários anos e o grupo chegou a entrar no Guinness por ter tido o melhor desempenho no Reino Unido durante os anos 1995 e 2005, passando um total de 765 semanas nas paradas.

O sucesso, porém, não impediu uma série de brigas entre Liam e Noel. Na primeira turnê americana do grupo, em 1994, um comentário do vocalista resultou em uma briga que envolveu até cadeiras sendo jogadas. Os desentendimentos continuaram a acontecer frequentemente, principalmente após shows em que Liam não pôde comparecer por, supostamente, estar de ressaca.

Em agosto de 2009, a banda chegou ao fim, após uma grave briga entre Noel e Liam nos bastidores de um show em Paris. Em uma entrevista recente, Noel afirmou que a confusão aconteceu após Liam ter desistido de tocar por estar com ressaca.

Jornal Midiamax