Ex-garoto de programa que perdeu mulher com toxoplasmose lança livro com a história de amor

Dizem que quando encontramos o verdadeiro amor algo mágico acontece que o reconhecimento é instantâneo e não há mais como duvidar que ele existe. Bruno Ewerton Gomes, 24 anos, ex-garoto de programa, conta como foi que conheceu a mulher de sua vida. Em uma história comovente ele revela em seu livro “O que Deus unir, […]
| 02/04/2014
- 01:41
Ex-garoto de programa que perdeu mulher com toxoplasmose lança livro com a história de amor

Dizem que quando encontramos o verdadeiro amor algo mágico acontece que o reconhecimento é instantâneo e não há mais como duvidar que ele existe. Bruno Ewerton Gomes, 24 anos, ex-garoto de programa, conta como foi que conheceu a mulher de sua vida.

Em uma história comovente ele revela em seu livro “O que Deus unir, ninguém separa”, que será lançado nesta quarta-feira (2), às 19 horas, na Livraria Leitura, no Shopping Campo Grande, até onde se chega e o que se enfrenta pelo amor verdadeiro.

Bruno conta que conheceu a ex-mulher Jéssika Sakamoto, 22 anos, morta em janeiro deste ano em virtude de uma toxoplasmose, enquanto caminhava na rua. Foi amor à primeira vista.

No primeiro capítulo do livro, ele relata que andava pelo centro de Campo Grande para comprar um presente para a menina com quem estava saindo quando viu Jéssika e mesmo sem conhecê-la ficou nervoso.

Com isso, acabou trompando na jovem e derrubando o presente que acabara de comprar. Sem pensar duas vezes, quando Jéssika pegou o pacote para devolver, ele disse que era para ela. Este foi o primeiro atrevimento do jovem que precisou enfrentar tantos outros para viver seu amor.

Ele conta que a mulher era portadora do vírus HIV, e por causa disso a não aprovava a relação. O que o fez sair de casa. Acostumado a uma vida boa, ligou para todos os amigos pedindo abrigo. Ninguém o ajudou. A última pessoa da lista, uma travesti foi quem lhe estendeu a mão.

Ele conta que a amiga fazia programa, e sem dinheiro ele também passou a se prostituir e depois a agenciar meninas. “Ganhei muito dinheiro, mas tudo que ganhava perdia no poker”, revela, dizendo que esse tipo de dinheiro é maldito.

Com a prostituição e os jogos, as brigas entre ele e Jéssika começaram. E o que iniciou como um sonho passava a ser pesadelo. Um dia a mulher foi embora e ele desesperado viu a vida sem sentido. Foi quando decidiu procurar um tio em Brasília e dar novo rumo ao seu destino.

O tio o ajudou a se recuperar e ele passou a frequentar a igreja. Ambos se converteram. Até que em janeiro deste ano, Jéssika se foi. E para vencer a própria dor, Bruno escreveu a história dos dois.

Ele conta que o livro, que foi publicado, com a venda de um carro, tem comovido pessoas no mundo inteiro. “Tem gente do Japão, da Espanha, na que me chama no face e pede o livro. Já vendi mais de 300”, comemora.

O lançamento do livro “O que Deus unir, ninguém separa”, é nesta quarta-feira (2), às 19 horas, na Livraria Leitura, no Shopping Campo Grande.

Últimas notícias