Geral

Esforço para recuperar receita inclui aumento do ITBI e possível redução de carga horária

Após anunciar aumento de para cerca de 5,5 mil professores da Rede Municipal de Campo Grande, o prefeito Gilmar Olarte (PP) disse nesta tarde na ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública) que a administração municipal terá que fazer um esforço “sobre-humano” para conseguir aumentar a arrecadação em 2014. Olarte disse que nove medidas […]

Arquivo Publicado em 30/04/2014, às 17h55

None

Após anunciar aumento de para cerca de 5,5 mil professores da Rede Municipal de Campo Grande, o prefeito Gilmar Olarte (PP) disse nesta tarde na ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública) que a administração municipal terá que fazer um esforço “sobre-humano” para conseguir aumentar a arrecadação em 2014.


Olarte disse que nove medidas serão tomadas para aumentar a arrecadação. Uma das medidas que na avaliação do prefeito viabilizarão a meta de fechar 2014 dentro da média histórica de crescimento da receita (17%, ante 3,16% de evolução do ano passado), é a maior agilidade da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) na concessão de alvarás de construção e licenciamento ambiental.


Somente a liberação de um deles aumenta a receita da Capital em R$ 2,5 milhões na arrecadação. O prefeito falou também que é estudada a diminuição da carga horária de alguns setores da administração, mas não forneceu mais detalhes.


A arrecadação apertada é resultado, segundo Olarte, de uma receita tributária (IPTU, ISQN, ITBI) estimada em R$ 673,6 milhões em 2013, mas que só conseguiu atingir os R$ 616 milhões. Mais de R$ 58 milhões deixaram de entrar nos cofres públicos no ano passado.

Jornal Midiamax