Geral

Envolvidos em estupro e roubo na Capital têm diversas passagens e mandado de prisão

Renan Moreira Ilis da Silva, de 19 anos, Dorival Junior Coelho Torres, de 24 anos, e Gutemberg Daniel Grilo, 20 anos, foram apresentados há pouco na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher) de Campo Grande. Eles são apontados pelos crimes roubo e estupro no dia 16, além de tramarem como se desfazer do veículo […]

Arquivo Publicado em 28/08/2014, às 13h06

None
1148842933.jpg

Renan Moreira Ilis da Silva, de 19 anos, Dorival Junior Coelho Torres, de 24 anos, e Gutemberg Daniel Grilo, 20 anos, foram apresentados há pouco na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher) de Campo Grande. Eles são apontados pelos crimes roubo e estupro no dia 16, além de tramarem como se desfazer do veículo da vítima.


Todos têm passagens criminais, dentre os delitos estão receptação, assalto, furto e latrocínio, roubo seguido de morte. Dentre eles, Gutemberg que tem um mandado de prisão em aberto. Ele teria cometido um assalto e matado a vítima na cidade de Corumbá, porém estava foragido.


De acordo com a delegada responsável pelo caso, Marília de Brito, a vítima estava no carro saindo da garagem quando foi abordada por Renan. “Por estar em choque, ela chegou a dizer que ele era semelhante ao ‘Justin Bieber’, porém conseguimos chegar ao trio por outro meio de investigação”.


Desfecho


Dorival foi preso em flagrante com o carro da vítima tentando levar para a Bolívia. Ele foi pego em uma barreira policial feita pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) e a Rotai (Rondas Táticas do Interior) de Dois Irmãos do Buriti. Com a prisão dele, o suspeito contou que foi contratado pelo valor de R$ 1 mil para fazer o serviço.


Ele teria vindo da cidade de Corumbá para Campo Grande, com o intuito de levar o carro da vítima para o país vizinho. Com a prisão dele, Dorival delatou os dois comparsas, que moram na capital sul-mato-grossense.


Gutemberg seria o intermediário, com ele foi encontrada uma arma de fogo com numeração raspada. Na casa de Renan, que fica no Bairro Aero Rancho, região sul de Campo Grande, a polícia encontrou materiais de trabalho da vítima, como banner que estavam no automóvel.


Além disso, no imóvel havia dois quilos de maconha, toca ninja, balança de precisão e um simulacro, réplica de arma de fogo. Todo material foi apreendido.


“Dorival vai responder pelo crime de receptação, Gutemberg por porte e posse ilegal de arma de fogo, além de cumprir o mandado de prisão em aberto, e Renan será autuado pelos crimes de roubo e estupro”, frisa a delegada da Deam. O suspeito pelo estupro tem uma tatuagem na panturrilha de palhaço.

Jornal Midiamax