O sonho de conquistar o sexto título mundial jogando em casa acabou de forma humilhante, com o Brasil levando de 7 a 1 da Alemanha, nas semifinais da Copa do Mundo. Agora os campo-grandenses, em parte, torcem pelos ‘hermanos’ argentinos enquanto outros preferem que a algoz Alemanha leve o troféu na decisão, no próximo domingo (13), no Maracanã.

Já a enquete feita pelo site Midiamax revela que 59,53% dos que opinaram vão torcer pela Alemanha, enquanto apenas 32,81% querem ver a Argentina campeã e 7,66% ficaram alheios à disputa, preferindo não torcer para nenhum dos finalistas. (Confira o resultado da enquete abaixo)

Os brasileiros não superaram a humilhação que o time enfrentou depois de ser goleado pelos alemães. Nas ruas é possível observar a tristeza e o descontentamento de não ver o Brasil disputar a final da Copa do Mundo.

Segundo o barman Mário Hilton Basílio de Jesus, de 45 anos, há 28 anos os argentinos buscam ganhar o título mundial e agora com a derrota do Brasil a opção é torcer pelo rival. “Vou torcer pela Argentina porque os jogadores são raçudos e como a seleção não vai disputar a minha torcida fica para eles. E dessa forma a taça fica aqui na América do Sul mesmo”, explica.

Já o servente de pedreiro Antônio Reis Neves, de 50 anos, quem merece a sua torcida é a Argentina pela garra. Neves também disse que a derrota para os alemães foi vergonhosa. “A Alemanha não pode ganhar porque deram uma surra no Brasil e outra o time pode ficar próximo dos números de títulos nosso”, alega.

Para a estudante Keslyn Sara Lopes, de 15 anos, a taça deve ficar para um país latino-americano e como a Argentina é a única representante a torcida será para ela. “A taça tem que ficar aqui mesmo na América e outra não vou torcer para Alemanha porque humilhou muito o Brasil”, garante.

A professora Laudicéia Angélica da Silva, de 36 anos, também está revoltada com a ‘lavada’ que os alemães deram nos brasileiros e por esse motivo não merecem a torcida dos brasileiros. “Vou torcer muito para a Argentina derrotar a Alemanha e lavar a honra dos brasileiros depois da goleada que deram na seleção brasileira”, diz.

Para o artesão argentino Martin Fernando Valdez, de 26 anos, foi uma surpresa ver seu time na final da Copa do Mundo e está feliz em ver a seleção argentina tentar seu tricampeonato. “Vou ficar na torcida, mas acho difícil levar o título. Mas valeu por ter chegado até a final já leva meu apoio”, esclarece.

Mas existe aqueles que deixam a rivalidade falar mais alto e torcem para que a Alemanha conquiste o título. É o caso do ajudante de solda Marlon Fernando Taro, de 24 anos, que declarou seu apoio aos alemães porque não gosta da seleção argentina.

De acordo Marlon, ele queria ver a Holanda na final, mas como não foi possível o jeito é apoiar a Alemanha. “Eu queria mesmo que o time holandês ganhasse, porque não tem nenhum título, mas como não foi possível o jeito é torcer pela Alemanha levar mais essa”, declara.

Para o professor Eraldo Costa Leite, de 53 anos, a Copa do Mundo acabou com a derrota humilhante do Brasil nas semifinais. Leite disse que não há motivos para se comemorar e por esse motivo não vai torcer por nenhum dos dois times.

Ele disse que a única alegria dos brasileiros era comemorar o sexto título e como acabou para o Brasil não tem por que ainda torcer por outra seleção. “Não vou torcer para ninguém porque o país só tem tristeza e outra esse jogadores ganham muito para darem o vexame que foi”, finaliza.

A Copa para o Brasil, apesar da derrota, ainda não acabou. Neste sábado (12), em Brasília, a seleção brasileira vai enfrentar os holandeses na disputa pelo terceiro lugar às 16h (MS).