Em casa, Corinthians decepciona e fica no empate com Bahia

Após dois jogos fora de casa, o Corinthians voltou à Arena em São Paulo, neste sábado, mas decepcionou sua torcida. Mesmo superior tecnicamente, o time alvinegro não conseguiu superar o Bahia e ficou no empate por 1 a 1, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Kieza e Gil foram os responsáveis por balançar as redes. […]
| 17/08/2014
- 05:28
Em casa, Corinthians decepciona e fica no empate com Bahia

Após dois jogos fora de casa, o Corinthians voltou à Arena em São Paulo, neste sábado, mas decepcionou sua torcida. Mesmo superior tecnicamente, o time alvinegro não conseguiu superar o Bahia e ficou no empate por 1 a 1, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Kieza e Gil foram os responsáveis por balançar as redes.

O resultado é ruim para as duas equipes. Em terceiro na tabela, o Corinthians ficou com 28 pontos, perdeu a chance de encostar no Cruzeiro (30) e no Inter (31) e ainda pode ser superado pelo Fluminense, que tem 26 pontos e jogará contra o Botafogo, neste domingo. Já o Bahia está na beira da zona de rebaixamento, com 14 pontos, e corre risco de voltar para lá após o fechamento da rodada.

O jogo já começou lento demais na Arena Corinthians. O time da casa até tentou controlar a partida, mas o Bahia marcou bem e até trocou passes para esfriar a partida.

A partida só esquentou por causa de jogadas aéreas. O primeiro gol foi do Bahia, após cobrança de falta de Emanuel Biancucchi. A bola foi na cabeça de Kieza, que abriu o placar.

Mas o Corinthians tinha Paolo Guerrero. Ele já tinha chegado perto do gol duas vezes, também de cabeça. Mas saiu da área aos 42min e fez um cruzamento perfeito para Gil entrar na área em velocidade e empatar o jogo.

Os times continuaram iguais no começo do segundo tempo, tanto nas formações quanto na falta de criatividade. As primeiras chances de gol só surgiram a partir dos quinze minutos. No Corinthians Guerrero quase marcou após bom passe de Jadson. Já o Bahia teve chance com Barbio, mas Cássio defendeu.

Com as entradas de Renato Augusto e Romarinho, o Corinthians passou a jogar com duas linhas de quatro e pressionou o Bahia pelas laterais. Tanto que teve a melhor oportunidade aos 25min: após cruzamento de Romero, Ralf desviou de cabeça a bola, que só não entrou porque Léo Gago salvou em cima da linha.

O final da partida até virou uma espécie de treino de ataque contra defesa. Mas o recuo do Bahia deu resultado, já que o Corinthians conseguiu fazer pouca pressão. As melhores chances vieram de novo de cabeça, mas Luciano e Elias falharam por pouco.

Últimas notícias