Geral

Do Outro Mundo: ciclistas vão percorrer 120 km em área com histórico de óvnis em MS

Um grupo de ciclistas de Campo Grande está unindo atividade física e contemplação da natureza com o passeio ciclístico Bike Birding do Outro Mundo, que percorre 120 quilômetros na região dos municípios de Corguinho e Rochedo. Além disso, os organizadores dizem que não é preciso possuir bicicleta para integrar o grupo, basta alugar uma. De acordo […]

Arquivo Publicado em 03/10/2014, às 13h29

None
626464712.jpg

Um grupo de ciclistas de Campo Grande está unindo atividade física e contemplação da natureza com o passeio ciclístico Bike Birding do Outro Mundo, que percorre 120 quilômetros na região dos municípios de Corguinho e Rochedo. Além disso, os organizadores dizem que não é preciso possuir bicicleta para integrar o grupo, basta alugar uma.

De acordo com uma das organizadoras do passeio, Simone Mamede, o aluguel de bicicletas está custando em torno de R$ 50 por dia e o passeio vai ocorrer nos dias 11 e 12 de outubro.

“Hoje não é mais desculpa uma pessoa dizer que não pedala porque não tem bicicleta”, destaca Simone.

Ela também diz que a pedalada terá início em Corguinho, a 96 quilômetros de Campo Grande. “Depois vamos passar por Rochedo; Vale do Bugio; aquela região que registra muitas aparições de óvnis, por isso o título do Outro Mundo; em seguida passamos pela Comunidade Quilombola Boa Sorte; depois por uma cachoeira e terminamos com um almoço”, explica.

Simone ressalta que a prática de pedalar e, ao mesmo tempo, contemplar a natureza é o principal objetivo do grupo. “É uma atividade que exige um certo preparo físico, mas é compensador, pois avistamos animais, morros, cursos de água e paisagens em geral. Vale a pena”, diz.

O argentino Juan Gomes Carrijo diz que veio de Ushuaia especialmente para participar do passeio. “Gosto muito de ver animais e quero conhecer Corguinho e a Comunidade Quilombola”, relata.

Para a artista plástica Lidia Coimbra de Assis, não é preciso ser praticante de ciclismo para ir ao passeio. “Não treinei muito, pedalo pouco, mas quando não aguento eu vou dentro do carro de apoio. Embora esse caminho seja longo, fico muito atraída em conhecer as paisagens e aquele lugar por onde passam os discos voadores”, diz.

Alerta de especialista


De acordo com o professor de educação física Daniel Jansen, para participar de um percurso longo como esse, é preciso já praticar o ciclismo com certa frequência. “Se a pessoa já pedala não tem nenhum problema, mas se ela vai iniciar essa atividade, não é recomendável”, explica.

Além disso, Daniel diz que os participantes devem fazer uma dieta na semana que antecede o passeio. “Tem de comer bastante carboidratos, frutas e verduras, na semana anterior. Quando faltar dois dias para o passeio, o ciclista deve começar a tomar bastante água”, diz.

Para participar do passeio ciclístico basta ligar para o telefone: 3045-5968. O valor total da pedalada, que incluem as refeições, camiseta, área de camping e água, é de R$ 150.



Jornal Midiamax