Dívidas de Estados com serviços e obras é de quase R$ 30 bi

Os governos estaduais registraram dívidas de quase R$ 30 bilhões em obras e serviços realizados nos anos anteriores segundo levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo. De acordo com a publicação, esse montante é chamado de “restos a pagar”, ou seja, uma espécie de pendura oficial utilizada pelos 27 governadores, já que as despesas […]
| 14/07/2014
- 16:46
Dívidas de Estados com serviços e obras é de quase R$ 30 bi

Os governos estaduais registraram dívidas de quase R$ 30 bilhões em obras e serviços realizados nos anos anteriores segundo levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo. De acordo com a publicação, esse montante é chamado de “restos a pagar”, ou seja, uma espécie de pendura oficial utilizada pelos 27 governadores, já que as despesas passam por várias etapas até o pagamento.

Em ano eleitoral, porém, existe uma restrição maior para casos de endividamento. Pela lei, o governante não pode deixar contas a pagar no último ano de mandato sem que haja dinheiro em caixa para quitá-las, podendo responder por crime contra finanças públicas.

A pendura aumentou 15% em relação a 2012. Em , por exemplo, o valor a pagar chegou a atingir 12% da arrecadação anual.

 

O Paraná, que virou o ano com um débito de R$ 1,1 bilhão, só quitou 36% desse montante. Já o Rio Grande do Norte ainda deve R$ 103 milhões a fornecedores (60% do total em dezembro) e Alagoas pagou só 5% dos R4 464 milhões devidos. Em outros casos, como no Rio Grande do Sul, houve o aumento da dívida para R$ 1,2 bilhão.

Veja também

Confira o filme publicitário comemorativo dos 46 anos de MS, com narração do cantor Paulo Simões, compositor de "Trem do Pantanal"

Últimas notícias