Geral

Diretor da Santa Casa depõe sobre morte de paciente com câncer

O diretor-técnico da Santa Casa de Campo Grande, Luiz Alberto Kanamura, está neste momento na 1ª Delegacia de Polícia de Civil, para prestar depoimento sobre a morte do idoso Adolfo Coelho de Souza, de 82 anos. A vítima teria morrido após uma superdosagem de medicamentos. O idoso morreu após ficar 16 dias internado no hospital […]

Arquivo Publicado em 18/09/2014, às 20h48

None

O diretor-técnico da Santa Casa de Campo Grande, Luiz Alberto Kanamura, está neste momento na 1ª Delegacia de Polícia de Civil, para prestar depoimento sobre a morte do idoso Adolfo Coelho de Souza, de 82 anos. A vítima teria morrido após uma superdosagem de medicamentos.

O idoso morreu após ficar 16 dias internado no hospital para o tratamento de câncer de esôfago. De acordo com Kanamura, uma sindicância já foi aberta para investigar se a morte do idoso foi causada por erro humano ou defeito no equipamento.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Ana Cláudia Medina, o depoimento do diretor-técnico será para indicar nomes. Kanamura afirmou não ter todos os nomes, mas sabe quem eram os médicos e enfermeiros de plantão.

Ele relata ainda que o prontuário médico do dia já foi repassado para a delegada. Sobre a morte, Kanamura defende que apenas com o resultado da necropsia será possível saber a verdadeira causa.

Oncologia

Questionado sobre o fechamento do setor de oncologia da instituição, o diretor-técnico acredita que em seis meses este processo seja concluído. Segundo ele, aos poucos todos os pacientes estão sendo transferidos para o Hospital de Câncer da Capital.

“Não mudou nada no setor de oncologia, as datas continuam as mesmas e estamos transferindo os pacientes de acordo com as vagas no hospital de câncer. Esperamos que 6 meses seja um tempo satisfatório”, conclui.



Jornal Midiamax