Geral

Depois de deferimento, Saulo Queiroz desistiu de disputar para deputado federal

O secretário-geral do PSD, Saulo Querioz, desistiu de disputar a eleição para deputado federal. A renúncia foi apresentada na tarde desta quarta-feira (6). O postulante tinha conseguido o sinal verde da Justiça Eleitoral no último dia 29 de julho. Saulo é um dos fundadores do PSD e decidiu disputar para a Câmara dos Deputados no […]

Arquivo Publicado em 07/08/2014, às 20h13

None

O secretário-geral do PSD, Saulo Querioz, desistiu de disputar a eleição para deputado federal. A renúncia foi apresentada na tarde desta quarta-feira (6). O postulante tinha conseguido o sinal verde da Justiça Eleitoral no último dia 29 de julho.


Saulo é um dos fundadores do PSD e decidiu disputar para a Câmara dos Deputados no dia 21 de junho deste ano. Se fosse eleito, exerceria seu quinto mandato pelo Estado. O pessedista exerceu quatro legislaturas, inclusive a Assembléia Nacional Constituinte.


Além disso, o bancário Saulo Queiroz foi também diretor do Banco do Brasil, assessor especial da Presidência da República, Secretário-Executivo do Conselho Nacional de Política Agrícola e Secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado do Mato Grosso do Sul.


Depois da apresentação da renúncia, a juíza Telma Valéria da Silva Curiel Marcon vai bater o martelo final.


Outra baixa


Esta é a segunda baixa do PSD na eleição deste ano. A primeira foi a desistência da candidata a deputada estadual Tereza Name que por motivos familiares abriu mão da disputa. Sendo irmã do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), ela tinha outro projeto eleitoral: apoiar o candidato ao governo do PT, senador Delcídio do Amaral.


Mas, seu partido, o PSD, fechou aliança com PSDB, do candidato Reinaldo Azambuja. Na época, disse que não era “mulher de colocar os pés em duas canoas”. “Tenho pautado minha vida pela coerência e a transparência dos meus atos”, disse em nota.

Jornal Midiamax