Geral

Delcídio vai a Brasília comunicar que PT fará aliança com PSDB em Mato Grosso do Sul

O senador Delcídio do Amaral (PT), pré-candidato ao governo do estado em Mato Grosso do Sul, será o porta voz do partido, para dizer à presidente Dilma Roussef (PT) sobre a aliança formada com o PSDB no Estado. A informação foi fada pelo presidente regional do partido, Paulo Duarte, após reunião realizada entre as principais […]

Arquivo Publicado em 17/03/2014, às 18h26

None
1993860637.jpg

O senador Delcídio do Amaral (PT), pré-candidato ao governo do estado em Mato Grosso do Sul, será o porta voz do partido, para dizer à presidente Dilma Roussef (PT) sobre a aliança formada com o PSDB no Estado. A informação foi fada pelo presidente regional do partido, Paulo Duarte, após reunião realizada entre as principais lideranças da sigla na tarde desta segunda-feira (17).

Segundo Duarte, apesar de a nacional insistir na dobradinha PMDB-PT, no Estado não havia a menor chance de isso acontecer. Ele pontua que “não tinha cabimento a tentativa de aliança com o PMDB, porque eles já têm candidatos ao governo e ao Senado, e o PT já tinha seu candidato definido”.

Além disso, Paulo Duarte lembra que as eleições de 2012 foram um grande aprendizado para todos, e que antes de qualquer coisa, é preciso ouvir a vontade do povo. “Temos que fazer alianças em sintonia com o que a população quer. A população quer ver os problemas resolvidos”, frisa Duarte.

O prefeito de Corumbá diz ainda que os sul-mato-grossenses têm ‘carta na manga’ para convencer a nacional de que esta é a melhor decisão. “Para convencer a nacional temos cartas na manga, que não posso dizer”.

Ele lembra ainda que a reeleição de Dilma é importante, mas não podem deixar de eleger Delcídio, já que este é o projeto regional do partido.

Quanto a dúvidas de que o PSDB também estaria de acordo com a nova aliança, Duarte lembra que o próprio partido já havia dito várias vezes, explicitamente, que queria fazer aliança com o PT.

Além de Dilma, o partido deve informar as demais lideranças no Estado. Para isso será formado um conselho político, que ficará incumbido de informar as municipais além de fazer a organização da pré-campanha.

Jornal Midiamax