Geral

DATAmax: Nelsinho é o candidato com mais rejeição na disputa pelo governo de MS

O candidato do PMDB segue na liderança da rejeição entre os eleitores entrevistados, seguido por Delcídio do Amaral (PT). Vendramini (PP) tem a menor rejeição e 'indecisos' sobre em quem não votariam são maioria.

Arquivo Publicado em 29/08/2014, às 19h37

None
936868352.jpg

O candidato do PMDB segue na liderança da rejeição entre os eleitores entrevistados, seguido por Delcídio do Amaral (PT). Vendramini (PP) tem a menor rejeição e ‘indecisos’ sobre em quem não votariam são maioria.

Pesquisa do DATAmax sobre a disputa pelo cargo de governador de Mato Grosso do Sul, divulgada nesta sexta-feira (29), revela que o candidato do PMDB, Nelsinho Trad, tem o maior percentual de rejeição entre os eleitores. Se considerada a margem de erro do levantamento, ele empata neste quesito com Delcídio do Amaral, do PT.

Nelsinho foi citado por 17,9% dos entrevistados. Delcídio, que aparece na liderança na consulta estimulada por intenção de voto, vem logo na sequência, rejeitado por 17,3% – a margem de erro do levantamento é de 2,5% para mais ou para menos.

Os maiores percentuais são de eleitores que não sabem quem rejeitar, de 22,8%, e dos que afirmaram não ter rejeição a nenhum dos seis candidatos ao governo, somando 19,2%.

Professor Monje, candidato do PSTU, é o terceiro entre os candidatos mais rejeitados, atingindo 8%. Em seguida aparecem Professor Sidney Melo (PSOL), com 5,5%, Reinaldo Azambuja (PSDB), que somou 4,9%, e Evander Vendramini (PP), 4,4%.

Na pesquisa DATAmax divulgada em julho, Nelsinho aparecia com o maior índice de rejeição. Diferentemente do verificado na consulta estimulada por intenções de voto, na qual Delcídio manteve a liderança, mas o peemedebista caiu de segundo para terceiro, sendo ultrapassado por Reinaldo.

A sequência em relação à rejeição dos candidatos, com Delcídio em segundo, Sidney Melo em terceiro, Monje em quarto, Reinaldo em quinto e Evander em sexto, também se manteve.

Ao todo, foram entrevistados 1.500 eleitores em 37 municípios do eleitorado sul-mato-grossense, entre os dias 25 e 28 de agosto. A pesquisa foi registrada no TRE-MS (00030/2014) e apresenta margem de erro de 2,5%, para mais ou para menos. O grau de confiança é de 95%.



Jornal Midiamax