Geral

Crescimento do PIB brasileiro supera a previsão

A economia brasileira cresceu o dobro em 2013 comparado ao ano anterior, segundo o relatório divulgado pelo Banco Central na manhã desta sexta-feira (14). O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), o qual funciona como uma prévia do PIB, e teve alta de 2,52% no passado, contra 1% de 2012. Em março do ano passado, o […]

Arquivo Publicado em 15/02/2014, às 10h48

None
778019176.jpg

A economia brasileira cresceu o dobro em 2013 comparado ao ano anterior, segundo o relatório divulgado pelo Banco Central na manhã desta sexta-feira (14). O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), o qual funciona como uma prévia do PIB, e teve alta de 2,52% no passado, contra 1% de 2012.


Em março do ano passado, o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, previu que a economia cresceria em média 2,5%, mas de acordo com o relatório final do Governo Federal, a estimativa havia sido reduzida 0,3%. Por ser uma prévia, ainda não foi divulgado o valor oficial, somente no dia 27 de fevereiro o Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE) revelará o crescimento do PIB brasileiro.


Lembrando que a economia brasileira cresceu 1% em 2012 e no ano anterior, 2,7%.


Recessão :


Apesar de ter registrado crescimento, a economia do país pode ter entrado em recessão, uma vez que dezembro, o PIB teve uma queda de 0,8%. Segundo os números divulgados pelo IBC-Br, no quarto trimestre de 2013, houve um recuo de 0,16%, números preocupantes para 2014.


Durante a crise financeira de 2008 que afetou diversos países do mundo, o Brasil entrou em recessão econômica e esta foi a última vez em que o pais teve um recuo no produto interno bruto.


IBC-Br:


Criado com o intuito de trazer dados prévios do PIB, o IBC-Br incorpora dados referentes a diversos setores da economia como a agropecuária e indústria, por exemplo, mas não apresenta dados concretos. Em 2012, o crescimento apresentado pelo IBC-Br era de 1,6%, mas o resultado oficial foi de apenas 1%.


No ano passado o Banco Central chegou a dizer que o IBC-Br não seria a medida oficial do PIB, é apenas uma ferramenta que apresenta indicadores próximos e não concretos. Resta-nos saber se os valores apresentados pelo IBC-Br serão próximos aos estipulados ou não.

Jornal Midiamax