Geral

Com poucas viaturas, Samu amarra porta de ambulância para continuar operando

Enquanto mortes são registradas por falta de atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), como o caso da última quinta-feira (20), quando um sitiante acabou não recebendo socorro da unidade móvel da saúde, uma cena curiosa chamou a atenção de uma leitora do Midiamax na Rua 13 de Maio esquina com a Avenida […]

Arquivo Publicado em 21/03/2014, às 20h26

None
717394101.jpg

Enquanto mortes são registradas por falta de atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), como o caso da última quinta-feira (20), quando um sitiante acabou não recebendo socorro da unidade móvel da saúde, uma cena curiosa chamou a atenção de uma leitora do Midiamax na Rua 13 de Maio esquina com a Avenida Afonso Pena.

De acordo com a leitora, que preferiu não se identificar, ela estava conduzindo o seu carro pela Rua 13 de Maio, quando viu uma ambulância parada em sua frente. Ao perceber uma “amarra” feita provavelmente com uma atadura, entre as janelas do veículo que parecia manter as portas fechadas, a motorista tirou uma foto e mandou para o jornal.

Samu

De acordo com a assessoria de imprensa do Samu, que não tinha conhecimento deste fato, a cidade no momento conta com um número reduzido de viaturas do Samu, já que algumas estão paradas para manutenção.

A assessoria informou que desde que o prefeito Gilmar Olarte (PP) e o novo secretário de Saúde, Dr. Jamal (PR), assumiram, o Samu está sendo tratado com prioridade e hoje mesmo algumas viaturas que estavam paradas já retornarão às ruas e assim que o município tiver um número satisfatório de unidades de atendimento móvel a serviço da população, algumas viaturas serão retiradas de serviço para pequenos reparos.

Jornal Midiamax