Geral

Com brilho 30% maior, Superlua reúne astrônomos e admiradores em Campo Grande

O fenômeno da Superlua, que deixa o satélite 30% mais brilhante e 14% maior, reúne contempladores mais frequentes e também eventuais em Campo Grande. Esse “milagre” ocorre toda vez que a lua chega ao máximo de proximidade com a órbita da terra e atingirá seu ápice, dessa vez, neste domingo (10) a partir das 17 […]

Arquivo Publicado em 09/08/2014, às 20h24

None

O fenômeno da Superlua, que deixa o satélite 30% mais brilhante e 14% maior, reúne contempladores mais frequentes e também eventuais em Campo Grande. Esse “milagre” ocorre toda vez que a lua chega ao máximo de proximidade com a órbita da terra e atingirá seu ápice, dessa vez, neste domingo (10) a partir das 17 horas.

De acordo com o membro do Clube de Astronomia Carl Sagan, Renan Ariel, o acontecimento se estende por toda a noite, contudo a melhor hora para se observar é às 18 horas. “Aconselho as pessoas a usarem um binóculo ou uma luneta de baixa intensidade. Assim, é possível ver os detalhes da lua, porém, a olho nu o espetáculo também está garantido”, ressalta.

Renan alerta que esse fenômeno só poderá ser visto daqui a 20 anos. “Para quem gosta é uma oportunidade imperdível” comenta.

Segundo o observador, quem não conseguir acompanhar, terá a chance de observar, na próxima sexta-feira (15), os Planetas Saturno e Marte. Esses astros também estarão mais próximos da Terra. “Para vocês terem uma ideia, será possível enxergar os anéis de Saturno”, acentua.

Já para a observadora amadora Ivone Alencar, esses momentos são muito mais do que simplesmente admirar um acontecimento. “Isso me faz refletir sobre tudo, inclusive sobre o sentido de nossas vidas”, afirma a observadora.

O Clube de Astronomia se reúne em todo importante acontecimento astronômico no prédio da Casa da Ciência ao Lado do Teatro Glauce Rocha, na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Para entrar em contato e participar das reuniões é preciso mandar um e-mail para: [email protected]

Previsão do tempo


De acordo com o Cenmtec-MS (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), devido ao ar seco que cobre a região Centro Oeste, para este domingo (10) está previsto céu aberto para todo o Estado, condição ideal para observar o fenômeno.



Jornal Midiamax