Geral

Cliente compra panetone com bolor em promoção do Extra

O operador de empilhadeiras, Lúcio Ratier de 34 anos, entrou em contato com a reportagem relatando que comprou um panetone com bolor, nesta sexta-feira (3). Lúcio conta que pela primeira vez, foi ao supermercado Extra da Avenida Joaquim Murtinho fazer compras. Lúcio aproveitou a promoção de R$ 14,99 na qual compra um panetone e ganha […]

Arquivo Publicado em 04/01/2014, às 00h00

None
37837816.jpg

O operador de empilhadeiras, Lúcio Ratier de 34 anos, entrou em contato com a reportagem relatando que comprou um panetone com bolor, nesta sexta-feira (3). Lúcio conta que pela primeira vez, foi ao supermercado Extra da Avenida Joaquim Murtinho fazer compras.

Lúcio aproveitou a promoção de R$ 14,99 na qual compra um panetone e ganha outro da mesma marca. Porém ao chegar em casa, deparou-se com um dos panetones com bolor, tal como mostra a foto junto com a nota fiscal.

Ratier também comprou outros panetones que deu à sogra, mas que segundo ele não estão estragados. No cupom fiscal, com o endereço do Extra em nome da Cia Brasileira grupo na qual o hipermercado faz parte, constam os R$ 59,96, valor dos panetones.

“Vou voltar lá e pegar meu dinheiro de volta”, conta o operador de empilhadeiras que iria comer os panetones com a esposa e o filho de 7 anos.

Outros casos

Em outubro deste ano, o Extra foi condenado pela 15ª Vara Civil de Campo Grande, a ter que pagar R$ 4,5 mil em indenizações a três mulheres por danos morais.

As clientes Suzan Zama Barbosa, Suellen Zama Barbosa e Suemi Zama consumiram quatro unidades de um chocolate com recheio de gelatina, fabricada pela Arcor que estavam estragados. O fato teria ocorrido em 20 de junho de 2012 e após 15 meses foi dada a sentença favorável às consumidoras pelo juiz titular da Vara, Flávio Saad Peron.

Já em novembro, o bancário Lincoln Godoeng, 33, ia fazer um jantar para alguém especial na noite da sexta-feira (22). Por volta das 21h, passou no supermercado Extra da Joaquim Murtinho e comprou salmão.

Porém, ao chegar em casa e abrir a embalagem, deparou-se com o salmão totalmente estragado e com um cheiro muito ruim. “Estava horrível, preto, tive que jogar fora. Quando veio o cheiro, não estava suportando”, conta.

Jornal Midiamax