Geral

Candidatura própria é prioridade para Rede em Mato Grosso do Sul

O Rede Sustentabilidade poderá ficar fora do processo eleitoral se o PSB de Mato Grosso do Sul desistir de lançar candidatura própria. O partido ainda esclareceu que pode trabalhar por Marina Silva e Eduardo Campos sem subir em palanques com candidatos de outras matizes políticas. Após a convenção realizada no último sábado (12), o Rede definiu […]

Arquivo Publicado em 14/04/2014, às 15h51

None

O Rede Sustentabilidade poderá ficar fora do processo eleitoral se o PSB de Mato Grosso do Sul desistir de lançar candidatura própria. O partido ainda esclareceu que pode trabalhar por Marina Silva e Eduardo Campos sem subir em palanques com candidatos de outras matizes políticas.

Após a convenção realizada no último sábado (12), o Rede definiu que se o PSB não tiver candidatura própria, o partido se manterá distante do processo político em MS, manterá o trabalho de coleta e expansão da sigla no Estado.

Por outro lado, o Rede se mostra simpatizante a outros partidos como PPS e PRP – que ainda não anunciaram pré-candidatos. “A Rede MS já tem a boa receptividade com os partidos PPS e PRP e até aceita que esses partidos compõem com os ideais que a Rede MS tem trabalhado”.

O Rede luta por uma terceira via no Estado e não descarta a candidatura da advogada Tatiana Ujacow ao governo na chapa do PSB. Segundo nota oficial, Tatiana com a Rede e PSB pode trazer ‘um roteiro novo, com novas histórias e novos atores’.

Jornal Midiamax