Geral

Caminhonete usada para atropelar ciclista em MS é encontrada, mas responsável segue foragido

A caminhonete que estava com o estudante de agronomia Aluizio Both Neto, de 19 anos, do dia do atropelamento que resultou na morte do ciclista Davi Rosa da Silva, também de 19 anos, foi encontrada nesta terça-feira (10), abandonada perto da aldeia Jaguapiru, na área rural de Dourados, 226 quilômetros de Campo Grande. A F1000 […]

Arquivo Publicado em 10/06/2014, às 21h36

None
1889495078.jpg

A caminhonete que estava com o estudante de agronomia Aluizio Both Neto, de 19 anos, do dia do atropelamento que resultou na morte do ciclista Davi Rosa da Silva, também de 19 anos, foi encontrada nesta terça-feira (10), abandonada perto da aldeia Jaguapiru, na área rural de Dourados, 226 quilômetros de Campo Grande.

A F1000 da cor bordô, placas HRM 8727, de Ponta Porã, pertencente ao pai do estudante e estava desaparecida desde o dia do crime, 31 de maio, assim como Aluizio. “Possivelmente a caminhonete foi abandonada no local no mesmo dia do atropelamento”, afirma Marcelo Batistela Damasceno, delegado responsável pelo caso.

Damasceno informou que depois de interrogar as testemunhas, ficou comprovado que o autor estava praticando racha na hora do crime. Por isso o delegado representou nesta terça-feira (10) a prisão temporária de Aluizo por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

O pedido de prisão foi encaminhado para a Vara do Júri e pode sair até quinta-feira (12). Até o momento a polícia não tem notícias sobre o paradeiro do estudante.

Atropelamento

Por volta das 5h do sábado (31), Davi foi atropelado e arrastado por 37 metros até o corpo ser arremessado contra uma árvore, na Avenida Marcelino Pires, em Dourados. Segundo populares, a F1000, dirigida por Aluizio, participava de um racha quando atingiu Davi.




Jornal Midiamax