Geral

Cachorro invade o gramado, atrapalha ataque do Remo, e clássico termina sem gols

Em um encharcado Estádio do Mangueirão, neste domingo, pelo primeiro jogo final da Taça Cidade de Belém, Paysandu e Remo empataram sem gols. Além do péssimo estado do gramado, o grande clássico do Pará chamou a atenção por um convidado inusitado: um cachorro. O animal entrou em campo já nos minutos finais do duelo e […]

Arquivo Publicado em 17/02/2014, às 00h30

None
1224272916.jpg

Em um encharcado Estádio do Mangueirão, neste domingo, pelo primeiro jogo final da Taça Cidade de Belém, Paysandu e Remo empataram sem gols. Além do péssimo estado do gramado, o grande clássico do Pará chamou a atenção por um convidado inusitado: um cachorro.


O animal entrou em campo já nos minutos finais do duelo e acabou atrapalhando um ataque do Remo com o meia Ratinho. O lateral-direito Levy, do time que terminou prejudicado pela invasão repentina, se mostrou bastante revoltado com o cão e até o xingou depois do lance.


O atacante Val Barreto, do Leão, mostrou perícia e conseguiu tirar o cachorro do campo.


“O jogo foi bem equilibrado e contou com a ‘participação’ de um cachorro que, aos 40 minutos, invadiu o campo, atrapalhando um ataque azulino, bem perto do gol”, relatou o site do Remo.


Vítima do cão, Ratinho desabafou à Rádio Clube do Pará logo após o clássico Re-Pa de número 720: “É lamentável que uma situação dessa tenha ocorrido. Em um estado dessa grandeza, com as torcidas que tem, poderia ter uma estrutura melhor capaz de evitar tudo isso”.


O resultado sem gols beneficiou o Remo, que joga por qualquer empate ou vitória para conquistar o título. Ao Paysandu, apenas o triunfo interessa no duelo de volta, no Mangueirão, no outro domingo.

Jornal Midiamax