Geral

Brincadeira de criança quase vira pesadelo com fogo próximo a residências em Campo Grande

O tempo seco e a imprudência provocaram pelo menos dois focos de incêndio em vegetação na tarde deste sábado (13), em bairros de Campo Grande. Um dos incêndios ocorreu na Rua Pedro Batistoti, próximo à Favela da Portelinha, na região norte da Capital. De acordo com moradores, o incêndio teria começado por conta de crianças, […]

Arquivo Publicado em 13/09/2014, às 18h57

None
1199998359.jpg

O tempo seco e a imprudência provocaram pelo menos dois focos de incêndio em vegetação na tarde deste sábado (13), em bairros de Campo Grande. Um dos incêndios ocorreu na Rua Pedro Batistoti, próximo à Favela da Portelinha, na região norte da Capital. De acordo com moradores, o incêndio teria começado por conta de crianças, que colocaram fogo na beira de um córrego. 

Os moradores que vivem em casas de lona se uniram para apagar o fogo, por temer que o incêndio atingisse as moradias. Mariana do Amaral, de 29 anos, que mora há seis anos no local, disse que os moradores estão esquecidos pelo poder público. Ela se assustou com o incêndio que aconteceu nos fundos da casa dela. “Todo mundo saiu para ajudar, porque se chegasse aos barracos não ia conseguir controlar. É tudo feito de lona”, conta. 

A vizinha dela, Damaris de Oliveira, de 33 anos, disse que teve que puxar a mangueira da casa e se embrenhou no mato para apagar o fogo. Ela foi uma das moradoras que ligou para os bombeiros, mas disse que eles não foram atender à ocorrência. O leitor do Midiamax Márcio Monte Serrate flagrou o incêndio e também afirmou que o Corpo de Bombeiros não foi até o local.

O segundo foco de incêndio foi registrado no Bairro Nova Lima. O incêndio destruiu a vegetação de um terreno de cerca de uma quadra. As chamas ficaram altas e assustaram os moradores da região.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e os militares fizeram o controle do fogo com abafadores e bombas costais. Neste caso, os bombeiros disseram que os incêndios por ter começo por causa do tempo seco ou por conta de algum morador que colocou fogo em lixo e as chamas se espalharam.

Já o terceiro foco, foi registrado na Vila Anahy. Segundo Jaqueline Araújo, leitora do Midiamax, o fogo atingiu um terreno baldio na Rua Pedro Álvares Cabral. Segundo ela, coloram fogo em um terreno e a quadra possui apenas chácaras e as chamas tomaram conta do local. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas antes mesmo dos militares chegarem, os moradores tentaram apagar o incêndio utilizando baldes de água.

Frequentes

Em 2013 o Prevfogo (Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais) registrou 1.507 focos de incêndio e, neste ano, foram contados 1.187 ocorrências no Estado. O Corpo de Bombeiros alerta à população e recomenda que todos tenham especial atenção com o trato do lixo, não queimando resíduos em terrenos baldios, pois podem propagar as chamas para outros locais.

Whatsapp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens pelo Whatsapp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviadas com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax