Geral

Brasil e Argentina se preocupam com barras bravas na Copa

De acordo com informações do jornal O Globo, as autoridades brasileiras e até mesmo argentinas trabalham para coibir a violência dos barras bravas, torcedores organizados que seguem a seleção da Argentina e prometem vir à Copa do Mundo. Segundo a publicação, são esperados 60 desses fãs nos jogos da primeira fase em Rio de Janeiro […]

Arquivo Publicado em 23/03/2014, às 14h48

None

De acordo com informações do jornal O Globo, as autoridades brasileiras e até mesmo argentinas trabalham para coibir a violência dos barras bravas, torcedores organizados que seguem a seleção da Argentina e prometem vir à Copa do Mundo.


Segundo a publicação, são esperados 60 desses fãs nos jogos da primeira fase em Rio de Janeiro e especialmente Belo Horizonte, onde a delegação ficará concentrada durante o Mundial, e Porto Alegre, por contatos com torcedores do Internacional.


Na última semana, de acordo com a publicação, a embaixada argentina em Brasília recebeu uma reunião bilateral das principais autoridades em matéria de segurança na Copa 2014. A preocupação é justificada: em 2006, barras bravas enfrentaram hooligans ingleses na República Checa para fugir do território alemão e sanções mais duras. Já na África do Sul, 29 dos 300 barras foram deportados por problemas judiciais.

Jornal Midiamax