Geral

Após noitada, Adriano deve sair do Atlético-PR

Os dias de Adriano no Atlético-PR podem ter chegado ao fim. Depois de ser eliminado na fase de grupos da Copa Libertadores, o elenco rubro-negro se prepara para a disputa do Campeonato Brasileiro. O famoso atacante, por outro lado, não seguiu o protocolo. O “Imperador” não compareceu aos treinos de quinta e sexta-feira no CT […]

Arquivo Publicado em 12/04/2014, às 15h46

None

Os dias de Adriano no Atlético-PR podem ter chegado ao fim. Depois de ser eliminado na fase de grupos da Copa Libertadores, o elenco rubro-negro se prepara para a disputa do Campeonato Brasileiro. O famoso atacante, por outro lado, não seguiu o protocolo.


O “Imperador” não compareceu aos treinos de quinta e sexta-feira no CT do Caju. Para piorar sua situação, vídeos e fotos do jogador dentro de uma balada foram divulgados nesta manhã. Na ocasião, Adriano marcou presença em uma casa noturna de Curitiba, onde a cantora Anitta se apresentou na noite anterior (quinta).


O camisa 30 do Atlético-PR saiu do local perto do amanhecer. Assim, não apareceu na atividade programada para esta manhã e nem comparecerá no trabalho programado para 16h. A princípio, seria folga geral para todo o grupo, mas a programação foi alterada.


Dentro do contrato de Adriano, que é tratado como de risco desde o início das negociações, existe uma cláusula que pode ser acionada em caso de indisciplina ou atos como faltas em treinamentos sem justificativa prévia, que dá o poder da rescisão ao clube paranaense sem ônus algum. O próprio jogador já confessou a amigos da cidade que está fora do clube – foi avisado pela manhã.


Treinando no Atlético-PR desde dezembro de 2013, Adriano assinou em fevereiro deste ano por uma temporada. Após recuperar a forma física e se mostrar comprometido, o atacante estreou nos minutos finais diante do The Strongest-BOL, na primeira rodada da Copa Libertadores.


No jogo seguinte, entrou em uma polêmica com o treinador Miguel Ángel Portugal, no duelo contra o Vélez Sarsfield-ARG, em Buenos Aires, quando reclamou por ser chamado para entrar na partida logo depois de o time levar o segundo gol. Com esse episódio, o “Imperador” só voltou a atuar pela equipe principal na última rodada da competição internacional, quando marcou seu primeiro gol na derrota por 2 a 1 para o The Strongest, mas não foi suficiente para classificar à próxima fase.


Antes disso, Adriano atuou no evento-teste da Arena da Baixada, no empate por 0 a 0 frente ao J. Malucelli, e na semifinal do Campeonato Paranaense, com a equipe Sub-23, quando foi derrotada, de virada, por 4 a 1 e deu adeus ao Estadual.

Jornal Midiamax