Geral

Após explosão e bolas de fogo, objeto não identificado cai em cidade de MS

O objeto pode ser parte de um foguete, mas ainda não há confirmação

Midiamax Publicado em 28/12/2014, às 16h31

None
img-20141228-wa0104.jpg

O objeto pode ser parte de um foguete, mas ainda não há confirmação

Após uma explosão, acompanhada de bolas de fogo, um objeto de material ainda desconhecido caiu em um sítio na cidade de Santa Rita do Pardo, a 273 quilômetros de Campo Grande, na madrugada deste domingo (28), por volta das 3 horas.

O objeto, que mede aproximadamente 1,50 metro, atraiu os moradores da região, que tiraram fotos e postaram nas redes sociais.

De acordo com o prefeito de Santa Rita, Cacildo Dagma Pereira, o barulho se parecia com fogos de artifício. “Escutei uma explosão e me perguntei o motivo pelo qual estavam soltando fogos se o reveilon é só na terça-feira. Depois eu fui pessoalmente ao sítio do senhor Francisco Souza”, conta.

O prefeito revela que o objeto é leve e ficou enterrado no chão. “Achamos que pode ser feito de fibra de carbono ou de alumínio, pois é leve. Ele também tem uma entrada e uma saída. Parece com um tambor, um compressor, mas acho que não é”, diz.

Perguntado sobre a origem do objeto, Cacildo afirma que pode ser de algum foguete, mas não sabe dizer se é brasileiro ou estrangeiro. “As pessoas não deveriam mexer, mas não foi isso que aconteceu, pois todos mexeram tiraram fotos. Eu acho que a Aeronáutica deveria vir até aqui para fazer um estudo, pois a situação pode ser mais séria do que parece”, alerta.

Em um bate-papo sobre o assunto, um ex-piloto da Aeronáutica disse que o objeto se parece com um tanque de combustível, líquido, de foguetes.

Possível chuva de meteoros

Na manhã deste domingo (28), vários leitores enviaram fotos de uma, possível, chuva de meteoros, que pode ser vista de várias cidades sul-mato-grossenses. Moradores de Dourados, Nioaque e de Campo Grande flagraram bolas de fogo caindo do céu.

Em Campo Grande, o fenômeno pode ser visto da Via Morena. Apesar de haver fortes indícios, ainda não se sabe se os dois fenômenos tem correlação.

A chuva de meteoros é um evento em que um grupo de meteoros é observado irradiando de um único ponto no céu (radiante). Esses meteoros são causados pela entrada de detritos na atmosfera a velocidades muito altas. Numa chuva de meteoros, esses detritos geralmente são resultado de interações de um cometa com a Terra, em que material do cometa é desprendido de sua órbita, ou quando a Terra cruza essa órbita.  A maior parte dos meteoros são menores do que um grão de areia e por isso quase sempre se desintegram e não atingem a superfície do planeta. Chuvas intensas e incomuns de meteoros são também chamadas de surtos ou tempestades de meteoros, nas quais são vistos mais de mil meteoros por hora. (Fonte: Wikipédia).

Jornal Midiamax