Geral

André repete discurso de compromisso pessoal e diz que ‘não pode’ ser candidato

O governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, voltou a falar nesta quinta-feira sobre eventual candidatura ao Senado nas eleições deste ano. Desta vez, ele reafirmou compromisso com sua vice, Simone Tebet, para que ela dispute a vaga de senadora. “Não posso ser senador porque ela (Simone) é minha filha política”, disse. André relembrou […]

Arquivo Publicado em 26/03/2014, às 13h17

None
907456790.jpg

O governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, voltou a falar nesta quinta-feira sobre eventual candidatura ao Senado nas eleições deste ano. Desta vez, ele reafirmou compromisso com sua vice, Simone Tebet, para que ela dispute a vaga de senadora.

“Não posso ser senador porque ela (Simone) é minha filha política”, disse. André relembrou da promessa feita ao pai dela, o ex-senador Ramez Tebet, falecido em 2006, de que trabalharia para levar Simone ao Senado.

Por conta disso, o governador diz que já trabalha neste sentido, em favor de Simone. A vice, por sua vez, declarou recentemente que, em nome dos interesses do partido, libera Puccinelli de qualquer promessa ou compromisso político.

“A mulher é menos sacana que o homem, o sentimento é mais humanizado”, disse sobre a declaração da vice. Para André, a candidatura de Simone trata-se de gratidão e fidelidade.

Segundo o governador, o PMDB tem levantamentos sobre intenção de votos em vários municípios do Estado nos quais ele teria a preferência dos eleitores. No entanto, Puccinelli reafirmou que a decisão será conhecida apenas no dia 4 de abril, prazo para descompatibilização de cargos públicos para quem vai disputar as eleições.

Jornal Midiamax