Geral

Agitação no quinto dia de greve dos funcionários de laticínio em Terenos

Trabalhadores em greve não permitem a entrada de novos funcionários contratados pela empresa

Arquivo Publicado em 08/04/2014, às 12h21

None
84276351.jpg

Trabalhadores em greve não permitem a entrada de novos funcionários contratados pela empresa

O quinto dia de greve em frente da fábrica de laticínio do grupo BR Foods, em Terenos, está sendo marcado por conflito e agitação.

Desde sexta-feira (4) os trabalhadores estão acampados na empresa reivindicando melhorias nas condições de trabalho e aumento de salário. Sem se posicionar sobre as exigências, a BRF contratou novos funcionários, que ao tentarem entrar, foram barrados pelos manifestantes.

Vilson Gimenes, da Federação dos Trabalhadores das Indústrias de Alimentação, alega que a contratação em período de greve é proibida e afirma que os trabalhadores não deixarão ninguém passar.

A Polícia Militar de Terenos afirmou que vêm acompanhando a greve todos os dias, mas que só nesta terça-feira (8) houve agitação por parte dos manifestantes e que ainda não foram avisados da existência de conflito direto.

Por outro lado, os trabalhadores em frente da fábrica afirmam que a polícia já avançou no grupo e a preocupação é a quantidade de mulheres no movimento, quase oitenta por cem. Duas viaturas da Polícia Militar da cidade estão no local e uma viatura já saiu de Campo Grande para dar apoio ao distrito de Terenos.

“Nós não vamos sair, estamos em greve e ninguém vai entrar. O medo é o conflito, mas se eles quiserem entrar vai ser inevitável”, assegura Vilson.

Jornal Midiamax