Um adolescente de 17 anos de Indiana (EUA) que tentava um recorde de volta ao mundo com um monomotor morreu nesta quarta-feira (23). O avião caiu no mar em circunstâncias ainda não esclarecidas.

Haris Suleman, 17, e seu pai, Babar, tinham decolado do aeroporto de Pago Pago, na Samoa Americana, um território dos EUA na Polinésia, na manhã de hoje.

Destroços da aeronave foram encontrados no oceano pelo Guarda Costeira. O corpo de Haris foi recuperado no local; as autoridades ainda fazem buscas pelo pai do adolescente.

Pai e filho tinham decolado de Indiana, nos Estados Unidos, no último dia 21 em um monomotor Hawker Beechcraft BE36.

Descendente de paquistaneses, Haris queria quebrar o recorde de volta ao mundo “mais rápida da história”, já que tentaria concluir a viagem em 30 dias, e de “piloto mais jovem comandando um monomotor” a realizar o feito. O dinheiro arrecadado com a viagem seria doado a escolas no Paquistão.

“Por favor, rezem para que meu pai seja encontrado vivo e bem”, escreveu Hiba Suleman, irmão de Haris, em um post no Facebook.