Geral

Acadêmicos dizem que não vão desocupar reitoria da UFMS enquanto não forem atendidos

Quinze acadêmicos ocuparam a reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) na noite de terça-feira (29). Os alunos reivindicam a aplicação do Programa Nacional de Assistência Estudantil, o pagamento do benefício de Bolsa Permanência, entre outros pontos. De acordo com os acadêmicos que estão no local, eles não desocuparão a reitoria até […]

Arquivo Publicado em 30/04/2014, às 15h20

None
579128445.jpg

Quinze acadêmicos ocuparam a reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) na noite de terça-feira (29). Os alunos reivindicam a aplicação do Programa Nacional de Assistência Estudantil, o pagamento do benefício de Bolsa Permanência, entre outros pontos.

De acordo com os acadêmicos que estão no local, eles não desocuparão a reitoria até que todas as reivindicações sejam atendidas. Alguns alunos também estão do lado de fora das grades que cercam a reitoria e outros fizeram panfletagem na universidade para informar sobre os motivos da ocupação e convocar outras pessoas a participarem da movimentação.

No panfleto consta que nesta quarta-feira, em frente da reitoria, às 15h, será realizado um debate sobre a repressão e criminalização sofrida pelo movimento estudantil e às 17h uma assembleia geral e discussão das pautas reivindicadas pela ocupação.

Todas as informações por parte dos acadêmicos, além do que for deliberado das assembleias será colocado na página de facebook “Reitoria Ocupada UFMS”, criada pelos estudantes, atualizada por membros do DCE (Diretório Central dos Estudantes).

Os acadêmicos estão com os rostos cobertos e se identificam apenas como “Maria”. Eles dizem que apenas um ouvidor compareceu ao local nesta terça-feira, mas que não houve nenhuma conversa entre alunos e a UFMS.

Versão da UFMS

Segundo a assessoria da universidade, os alunos ainda não solicitaram uma reunião ou assembleia com representantes da Universidade. Esta exigência deve partir dos acadêmicos.

A segurança do local foi reforçada. Normalmente, dois funcionários fazem a segurança da reitoria e, agora, são pelo menos cinco no local. Ainda no perímetro em torno da reitoria, há aproximadamente 20 seguranças.

A assessoria afirma que alguns dos pontos que estão em pauta na reivindicação dos alunos já estavam em discussão, e que outros, não cabem à universidade resolver.

A UFMS não terá expediente no feriado prolongado, mas os seguranças continuarão no local até que a reitoria seja desocupada.

Jornal Midiamax