Geral

Votação da anistia a funcionários dos Correios é adiada

O Plenário do Senado adiou a votação do projeto que amplia o período de abrangência de situações passíveis de solicitação de anistia pelos empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). De acordo com a Lei 1.282/2006, serão anistiados os trabalhadores dos Correios que sofreram punição em razão de participação em movimento grevista entre […]

Arquivo Publicado em 04/07/2013, às 01h33

None

O Plenário do Senado adiou a votação do projeto que amplia o período de abrangência de situações passíveis de solicitação de anistia pelos empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

De acordo com a Lei 1.282/2006, serão anistiados os trabalhadores dos Correios que sofreram punição em razão de participação em movimento grevista entre 4 de março de 1997 e 23 de março de 1998. O projeto de lei da Câmara dos Deputados (PLC 83/2007), da então deputada e atual ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, altera a lei para estender esse período até 23 de fevereiro de 2006.

Os trabalhadores dos Correios estavam presentes no Plenário durante toda tarde, mas o líder do Partido dos Trabalhadores (PT), Wellington Dias (PI) pediu o adiamento da votação para alegando que o relator da matéria, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), não teve tempo de tratar o tema com o presidente dos Correios, que deve comparecer ao Senado antes da votação da matéria para tomar ciência do assunto e apresentar o seu posicionamento.

Ele explicou que o entendimento não retirava o item de pauta, mas apenas adiava sua votação. Os líderes partidários concordaram com o adiamento da votação e ressaltaram que o Plenário deve tratar com sensibilidade os profissionais dos Correios.

Jornal Midiamax