Geral

Vizinhos de terreno da prefeitura invadido apóiam ação de reintegração de posse

Moradores do bairro Taquarussu apóiam a ação da Prefeitura de Campo Grande, na manhã de hoje (25), na reintegração e manutenção de posse de terreno invadido no cruzamento da rua da Abolição, com a avenida Ernesto Geisel, em frente ao Shopping Norte Sul Plaza. De acordo com os populares, desde a invasão, em dezembro do […]

Arquivo Publicado em 25/01/2013, às 12h21

None
566581505.jpg

Moradores do bairro Taquarussu apóiam a ação da Prefeitura de Campo Grande, na manhã de hoje (25), na reintegração e manutenção de posse de terreno invadido no cruzamento da rua da Abolição, com a avenida Ernesto Geisel, em frente ao Shopping Norte Sul Plaza. De acordo com os populares, desde a invasão, em dezembro do ano passado, o local virou um depósito de lixo, com vários focos de dengue.

“Desde quando ocorreu a invasão o local virou um depósito. Vinha gente de outros bairros jogar lixo aqui. O que é preocupante, principalmente com essa epidemia de dengue”, comentou o autônomo, Antônio Pereira, 35 anos, morador da região.

Adele Evangelista de Freitas, 49 anos, também era contra a invasão do terreno. A mulher mora no bairro há 30 anos e seu terreno fica de fundo ao da prefeitura. “Não é justo. Todos sabiam que o terreno era da prefeitura. Eu nunca avancei minha cerca, porque eles podem chegar e invadir? Outra coisa, quase todos eles têm carro e até casa em outros bairro”, denunciou.

A ação de reintegração de posse teve início nesta manhã e ocorreu de forma pacífica. O único invasor que se identificou foi Jair dos Santos, 48 anos e ele contou que tinha um galpão para vender melancia. Jair foi autorizado pela prefeitura a entrar no local para retirar seus pertences.

O oficial de Justiça Moacir Granado dos Reis está no local acompanhado a ação de reintegração. De acordo com a ordem judicial, o terreno faz parte da área B, desmembrada do imóvel Fazenda Bandeira, na Capital.

“As pessoas poderão depois ir à prefeitura para buscar os bens recolhidos durante a ação, desde de que comprovem que são os donos”, explicou Moacir. Representantes da prefeitura acreditam que os invasores deixaram o local ainda ontem à noite, pois foram informados da ação de reintegração.

Jornal Midiamax