Geral

Tropa da Força Nacional está em Sidrolândia e não autoriza fotografias nem informações

Os policiais da Força Nacional estão desde quarta-feira (4) em Sidrolândia – distante a 70 km de Campo Grande, onde permanecerão por 60 dias atuando no entorno da Reserva Buriti para inibir possíveis confrontos entre fazendeiros e índios terena. Desta vez os policiais chegaram de forma discreta e foram direto para o seminário da Igreja […]

Arquivo Publicado em 08/12/2013, às 20h29

None
1503155526.jpg

Os policiais da Força Nacional estão desde quarta-feira (4) em Sidrolândia – distante a 70 km de Campo Grande, onde permanecerão por 60 dias atuando no entorno da Reserva Buriti para inibir possíveis confrontos entre fazendeiros e índios terena. Desta vez os policiais chegaram de forma discreta e foram direto para o seminário da Igreja Católica onde improvisaram alojamentos.

Não foram autorizadas fotografias e nenhuma informação foi divulgada sobre o número do efetivo que aguarda instruções para iniciar o patrulhamento na região das 31 propriedades objeto de conflito.

A Força Nacional foi requisitada mais uma vez a pedido das lideranças indígenas que temiam pela reação dos fazendeiros depois de 30 novembro, data inicialmente anunciada pelo governo federal para anunciar o valor das indenizações e o formato jurídico da compra das 15 mil hectares reivindicadas com terra indígena.

A nova promessa do Governo Federal é de que no dia 11 de dezembro será apresentada a proposta para a compra das fazendas.

Jornal Midiamax