Geral

Torcidas inglesas usam crianças para entrar com sinalizadores em estádios

Um estudo da Federação Inglesa de Futebol (FA) indica que torcidas de diversos times do país europeu utilizam crianças para burlar a proibição do uso de fogos de artifício e sinalizadores em estádios. A FA começou a suspeitar do uso de crianças de até oito anos para a prática fora da lei após câmeras de […]

Arquivo Publicado em 03/12/2013, às 15h21

None

Um estudo da Federação Inglesa de Futebol (FA) indica que torcidas de diversos times do país europeu utilizam crianças para burlar a proibição do uso de fogos de artifício e sinalizadores em estádios.


A FA começou a suspeitar do uso de crianças de até oito anos para a prática fora da lei após câmeras de um estádio não revelado flagrarem uma criança tirando fogos de artifício de uma mochila e entregando para torcedores adultos já nas arquibancadas.


Em razão disso, a FA anunciou que lançará campanha para conscientizar torcedores sobre os perigos do uso de artefatos pirotécnicos em estádios – quem for pego usando pode ser preso e banido de estádios.


Segundo a federação, nos últimos 18 meses nove pessoas se feriram graças ao uso de pirotecnias em estádios ingleses. O estudo também aponta que 87% dos torcedores que costumam frequentar arquibancadas acreditem que a prática seja perigosa.


Vale lembrar que, em 2013, o caso mais polêmico sobre o uso de fogos de artifício em estádios foi produzido pela torcida do Corinthians,. Na Copa Libertadores.


Em jogo contra o San José, na Bolívia, o jovem torcedor boliviano Kevin Espada morreu após ser atingido no olho por um fogo de artifício lançado da torcida do time brasileiro.

Jornal Midiamax