Geral

Quatro casos de dengue são confirmados em Itaporã

De 10 casos notificados, 04 já foram confirmados com a dengue. Além de mutirão de limpeza, veneno já está sendo aplicado no combate dos vetores

Arquivo Publicado em 26/01/2013, às 10h55

None
803765733.JPG

De 10 casos notificados, 04 já foram confirmados com a dengue. Além de mutirão de limpeza, veneno já está sendo aplicado no combate dos vetores

“A Saúde de Itaporã está de alerta, com os casos de dengue que estão sendo confirmados no município”. Estas foram as palavras do coordenador do Decoe – Departamento de Controle de Endemias, Gilberto Linhares Cunha.


Desde que iniciou o período chuvoso em Itaporã, os focos do Aedes Aegypti estão sendo combatidos pelos homens do Decoe, com aplicação de produtos para o combate dos vetores.


Segundo Gilberto Linhares, no final de dezembro de 2012, o índice geral predial em Itaporã era de 1,40%.


“Em apenas três semanas de janeiro de 2013, o índice geral no município subiu para 2,40%, mas na área central da cidade já passa de 4,0%. O índice recomendado pela OMS – Organização Mundial de Saúde, é de abaixo de 1%, para que não ocorra uma epidemia” disse Gilberto.


Segundo Linhares, o índice alto é por conta do calor excessivo e também das constantes chuvas que tem caído em nossa região, somando a falta de sensibilidade da população em limpar seus quintais.


Com a proximidade do Carnaval, a Saúde está se preocupando ainda mais com o fluxo de pessoas vinda de outras regiões, pois os quatro casos confirmados em Itaporã, foram importados de outras cidades. Uma de Fátima do Sul, duas de Campo Grande, e uma de Maringá no Paraná.


Mutirão de Limpeza


Uma verdadeira força-tarefa foi montada pela Prefeitura de Itaporã para combater a dengue e o caramujo africano. Desde a manhã da última quinta-feira (24), agentes de endemias, agentes comunitários de saúde, guardas-mirins e equipes das gerências de Obras e Serviços Urbanos, com apoio da Câmara de Vereadores, iniciaram o trabalho de mutirão de vistoria e limpeza domiciliar.


Conforme Gilberto Linhares, o mutirão, que vai se estender até o próximo dia 5 de fevereiro, e tem a finalidade de averiguar de perto a situação dos quintais e alertar a população sobre a importante de evitar recipientes que facilitem o acúmulo de água. Por tanto, se faz necessário à colaboração da população na eliminação dos criadouros.


Além do trabalho de visita domiciliar, a prefeitura de Itaporã também está instalando faixas e colando carros de som pelas ruas para orientar a população sobre os cuidados que devem ser tomados para evitar a proliferação do mosquito da dengue.


O mutirão vai atingir todos os bairros e os distritos de Itaporã. As equipes já percorreram as ruas da Grande Cohab, Porciúncula, Irmã Daniela, Vila Vitória e Jardim Nova Era.


Já na próxima semana, o trabalho chegará ao bairro da Lagoa, BNH, Pioneira I, Pioneira II, Jardim Ipanema, Jardim Copacabana, Vila Pedra Bonita, centro e na Coemat. Nos dias seguintes as visitas dos agentes, as equipes da Gerência de Serviços Urbanos estarão em cada um dos bairros para recolher todo o lixo retirado das casas durante o mutirão.


DICAS


Tire 10 minutos por semana e faça uma vistoria em seu quintal retirando todos os depósitos que possam acumular água, desde os pequenos objetos como latas garrafas pneus, sacolas e copos descartáveis, lonas plásticas, e outros. Tampe as caixas d’água e fossas, limpe e troque a água dos bebedouros dos animais, evite plantas em vasos com água, coloque areia nos pratinhos das plantas, limpe os terrenos baldios.


Se sentir alguns dos sintomas como: Febre, dor de cabeça, no fundo dos olhos e nas articulações, procure a unidade de saúde mais próxima.

Jornal Midiamax