Geral

PMA autua fazendeiro em R$ 42 mil por exploração ilegal de madeira no MS

Os Policiais Militares Ambientais do Posto Avançado da Cachoeira Branca, à margem do rio Verde no município de Água Clara, realizavam fiscalização nesta quinta-feira (19) à tarde para prevenir e combater a pesca predatória, e depararam com crime de extração ilegal de madeira em área protegida. O proprietário de uma fazenda, localizada a 62 km […]

Arquivo Publicado em 20/12/2013, às 11h55

None
1140128642.jpg

Os Policiais Militares Ambientais do Posto Avançado da Cachoeira Branca, à margem do rio Verde no município de Água Clara, realizavam fiscalização nesta quinta-feira (19) à tarde para prevenir e combater a pesca predatória, e depararam com crime de extração ilegal de madeira em área protegida.


O proprietário de uma fazenda, localizada a 62 km da cidade de Água Clara, vizinha a Usina hidrelétrica São Domingos, derrubava árvores da reserva legal (área protegida) da propriedade e utilizava a madeira na construção de uma cerca.


140 palanques de madeira ilegal das espécies balsemim, didao e moliana foram apreendidos. A PMA autuou o proprietário da fazenda, que reside em Piracicaba (SP) em R$ 42 mil.


Ele responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de reclusão. Depois da autuação, o funcionário da fazenda retirou a madeira ilegal da cerca e colocou eucalipto.

Jornal Midiamax