Geral

PMA apreende duas carretas de madeira ilegal e aplica multa de R$ 16,2 mil

Policiais Militares Ambientais de Costa Rica realizavam fiscalização ambiental na rodovia MS 306 e apreenderam ontem à tarde duas carretas com cargas de madeira serrada transportada ilegalmente. As cargas de madeira eram transportadas em excesso ao que constava na autorização ambiental (Guia Florestal) e na nota fiscal. Uma carreta, com reboque, carregada com madeira pertencente...

Arquivo Publicado em 02/07/2013, às 18h06

None

Policiais Militares Ambientais de Costa Rica realizavam fiscalização ambiental na rodovia MS 306 e apreenderam ontem à tarde duas carretas com cargas de madeira serrada transportada ilegalmente. As cargas de madeira eram transportadas em excesso ao que constava na autorização ambiental (Guia Florestal) e na nota fiscal.

Uma carreta, com reboque, carregada com madeira pertencente a uma empresa de Juína (MT), que tinha como destino a cidade de Valentin Gentil (SP) foi apreendida, por transportar 25,50 m³ de madeira, quando na Guia Florestal e na nota fiscal constavam 17,50 m³. A empresa foi autuada administrativamente e multada R$ 7.800,00.

Outra carreta, com reboque, carregada com madeira pertencente a uma empresa de Porto Velho (RO) foi apreendida com excesso de 4 m³. Estava com 28 m³, quando os documentos constavam 24 m³. A carga destinava-se à cidade de Ubatuba (SP). A empresa foi autuada administrativamente e multada R$ 8.400,00. As multas foram aplicadas com base em toda a madeira da carga, que foi apreendida, juntamente com os veículos e tudo foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica. Os responsáveis responderão por crime ambiental e poderão pegar pena de seis meses a uma no de detenção.

Tem sido comum este tipo de apreensão de madeira advinda da região Norte do Brasil. Os madeireiros conseguem a guia para uma quantidade de madeira e enviam a mais, para não pagar a reposição florestal, ou para passar madeira ilegal. No dia 18 do mês passado, a PMA de Costa Rica havia apreendido três veículos carregados com 60 m³ de madeira.

Jornal Midiamax