Geral

Nova Andradina se mantém entre municípios com maior incidência de dengue

Entre os 20 municípios prioritários da vigilância de controle e monitoramento de dengue da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Nova Andradina acumula incidência de 2.372,3 casos da doença a cada 100 mil pessoas. Os números colocam a cidade como a quarta no ranking geral. A estatística foi divulgada recentemente pela SES. De acordo com […]

Arquivo Publicado em 18/02/2013, às 14h15

None

Entre os 20 municípios prioritários da vigilância de controle e monitoramento de dengue da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Nova Andradina acumula incidência de 2.372,3 casos da doença a cada 100 mil pessoas. Os números colocam a cidade como a quarta no ranking geral.


A estatística foi divulgada recentemente pela SES. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria relativo ao período entre a primeira e a sexta semana de 2013, Mato Grosso do Sul comporta 36.524 notificações de casos suspeitos de dengue.


Destes, 1.100 foram notificados em Nova Andradina, que está classificada com ‘alta incidência’, quando uma localidade registra mais de 300 casos por 100 mil habitantes.


Apesar da taxa manter-se alta, os números recuaram. Nas semanas anteriores, o município chegou a figurar as segunda e terceira colocações.


O município também figura entre os que registraram óbitos em decorrência de dengue. Uma senhora de 91 anos faleceu por complicações da doença. Uma suspeita foi descartada pela SES.


Além de Nova Andradina, Campo Grande registrou seis mortes resultantes de dengue e Vicentina registrou dois óbitos. Outros quatro municípios tiveram um óbito decorrente da doença.


Enfrentamento


“A Secretaria Municipal de Saúde têm intensificado as ações de enfrentamento, principalmente nos bairros com maior incidência, que são a Vila Operária e o São Vicente”. A afirmação é do secretário executivo de Comunicação Institucional da Prefeitura de Nova Andradina, Marcos Daniel Santi.


O gestor complementou que o monitoramento no município é constante. “A orientação de toda a rede de saúde é continuar alerta para que possamos observar os resultados e verificar a eficácia dos procedimentos”, explicou o servidor.


A epidemia fez com que Nova Andradina integrasse a lista de prioridades do Estado e do Ministério da Saúde. “As parcerias possibilitam mais recursos, mas a Secretaria de Saúde ressalta o pedido para que a população mantenha os quintais limpos e fique de olho nos focos do mosquito”, finalizou Santi.

Jornal Midiamax