Geral

Mazina processa atual secretário de saúde por calúnia em denúncia de contratações

Em depoimento para a CPI da Saúde na Assembleia Legislativa o ex-secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, disse que está processando o seu sucessor Ivandro Fonseca por calúnia e difamação. O motivo da ação judicial é a acusação de que na gestão de Nelsinho Trad médicos teriam sido contratados por telefone, sem uma seleção. “Tomei […]

Arquivo Publicado em 15/08/2013, às 21h05 - Atualizado em 13/07/2020, às 10h49

None

Em depoimento para a CPI da Saúde na Assembleia Legislativa o ex-secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, disse que está processando o seu sucessor Ivandro Fonseca por calúnia e difamação. O motivo da ação judicial é a acusação de que na gestão de Nelsinho Trad médicos teriam sido contratados por telefone, sem uma seleção.

“Tomei as providências jurídicas quanto a essas declarações e estou processando por calúnia e difamação o atual secretário. Não existiu esse fato”, relatou Mazina.

Os deputados questionaram o ex-secretário municipal de saúde sobre um possível crescimento anormal de funcionários na Santa Casa, durante a gestão anterior. Sobre a questão, Manzina defendeu que exigências do Ministério Público do Trabalho fizeram com que o quadro aumentasse, contudo sem irregularidades.

“Adequações a CLT foram necessárias e por conta disso efetivamos contratações que modificaram a nossa folha de pagamento. Médicos que só prestavam serviço tiveram que ser contratados”, relatou o ex-secretário municipal de sáude.

Jornal Midiamax