Geral

HU e Santa Casa estão com 38 pessoas internadas com suspeita de gripe suína

Em Campo Grande há 38 pessoas internadas com suspeitas de gripe influenza H1N1, conhecida como gripe suína, na Santa Casa e no Hospital Universitário (HU). Destas, cinco casos foram confirmados. No HU dos 25 pacientes internados com gripe, três confirmaram o tipo H1N1. Os outros casos aguardam resultados de exames. Na Santa Casa há 13 […]

Arquivo Publicado em 03/07/2013, às 20h18

None

Em Campo Grande há 38 pessoas internadas com suspeitas de gripe influenza H1N1, conhecida como gripe suína, na Santa Casa e no Hospital Universitário (HU). Destas, cinco casos foram confirmados.

No HU dos 25 pacientes internados com gripe, três confirmaram o tipo H1N1. Os outros casos aguardam resultados de exames. Na Santa Casa há 13 pessoas, sendo duas confirmadas com H3N2.

Dos internados há cinco pessoas tiveram seus exames com resultado negativos para Influenza e outros seis ainda esperam os resultados finais dos exames. Nesta quarta-feira (3) o Governo do Estado divulgou que há 260 pessoas com suspeita da gripe, outras 11 confirmadas para H1N1 e outras 12 confirmadas para H3N2.

Sintomas

Os primeiros sintomas da gripe H1N1 costumam aparecer cerca de 24 horas depois do contágio e podem ser: febre geralmente acima dos 38ºC; dor de cabeça; dor nos músculos; calafrios; prostração (fraqueza); tosse seca; dor de garganta; espirros e coriza.

Podem apresentar ainda pele quente e úmida, olhos hiperemiados (avermelhados) e lacrimejantes. As crianças podem apresentar também febre mais alta, aumento de linfonodos cervicais (gânglios no pescoço), diarréia e vômitos.

Transmissão

A influenza humana pode ser transmitida de forma direta por meio das secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada ao falar, espirrar, ou tossir, como também de forma indireta por meio das mãos que, após contato com superfícies recentemente contaminadas por secreções respiratórias de um indivíduo infectado, podem carrear o agente infeccioso diretamente para a boca, nariz e olhos.

A forma mais comum de transmissão é de pessoa para pessoa, mas já foram documentadas transmissões diretas do vírus por aves e suínos para o homem.

Tratamento

O tratamento da influenza não complicada pode ser realizado com medicações sintomáticas, repouso e hidratação. Atualmente são conhecidos três tipos de vírus da influenza: A, B e C. Este último podendo matar. Mais informações pelo www.saude.gov.br.

Jornal Midiamax