Geral

Google Reader só funcionará até 30 de junho; conheça alternativas

Após pouco mais de sete anos de funcionamento, o Google vai desligar neste domingo (30) o serviço Reader – aplicação disponível na internet que lê feeds RSS (basicamente, ele agrupa notícias de diferentes sites). Não adiantou o choro de alguns usuários, que chegaram até a criar uma petição para que o Google não desistisse do […]

Arquivo Publicado em 28/06/2013, às 21h45

None

Após pouco mais de sete anos de funcionamento, o Google vai desligar neste domingo (30) o serviço Reader – aplicação disponível na internet que lê feeds RSS (basicamente, ele agrupa notícias de diferentes sites). Não adiantou o choro de alguns usuários, que chegaram até a criar uma petição para que o Google não desistisse do serviço: a partir de 1º de julho a plataforma deixará de existir em definitivo.


O anúncio de que o Reader acabaria foi feito em março por meio de um post no blog oficial da companhia. A empresa se referiu ao fechamento da plataforma e de outros recursos da empresa como “limpeza de primavera”.


“Essas mudanças nunca são fáceis. Mas ao canalizar nossos esforços, podemos nos concentrar em criar ótimos produtos que são mais relevantes para nossas vidas”, informou Urs Hölzle, funcionário do Google, em post no blog oficial da companhia (em inglês).


Em um artigo publicado na revista britânica “The Economist” (em inglês) sobre o assunto, o jornalista Ryan Avent pondera o que o desligamento pode representar para os usuários. “O Google pode ter um problema de confiança. O comportamento de adoção a novos serviços poderá mudar conforme a empresa desativa recursos amados por usuários”.


Além disso, o artigo cita que o Reader não traz grande faturamento à companhia e lembra o “papel” dos usuários dos serviços da empresa. “O Google pede que coloquemos toda nossa vida em seus serviços: e-mail, informações de mapas, calendários, etc. Porém, é importante lembrar que nós não somos os consumidores do Google. Nós somos o produto que a companhia vende para os anunciantes”.

Jornal Midiamax