Geral

Gol do Palmeiras no fim dá sobrevida a Gilson Kleina

Gilson Kleina teve seis desfalques, poupou outros seis jogadores, e tentou modificar o esquema no Palmeiras para recuperar um pouco do prestígio perdido com os 6 a 2 do Mirassol, e conseguiu diminuir um pouco da pressão no clube com uma vitória do time na base da raça. Marcelo Oliveira foi o responsável pelo gol […]

Arquivo Publicado em 30/03/2013, às 22h46

None

Gilson Kleina teve seis desfalques, poupou outros seis jogadores, e tentou modificar o esquema no Palmeiras para recuperar um pouco do prestígio perdido com os 6 a 2 do Mirassol, e conseguiu diminuir um pouco da pressão no clube com uma vitória do time na base da raça. Marcelo Oliveira foi o responsável pelo gol aos 46 minutos do segundo tempo que garantiu o triunfo de 2 a 1 sobre o Linense na noite deste sábado, no Pacaembu, pela 16ª rodada do Campeonato Paulista.



Na próxima rodada, o Palmeiras encara a vice-líder Ponte Preta, no Moises Lucarelli, em Campinas, domingo (dia 7 de abril). Já o Linense joga sábado, em casa, contra o Oeste.



Horas antes do jogo, Kleina recebeu a notícia de uma nova baixa no time. Fernando Prass foi vetado por se queixar de dores musculares e se juntou ao grupo dos desfalques formado por Henrique, Leandro Amaro, Valdivia, Maikon Leite e Kleber Pinheiro. O técnico ainda decidiu poupar Juninho, Maurício Oliveira, Weldinho, Charles, Márcio Araújo e Wesley para o duelo contra o Tigre.



Com muitos problemas, o técnico optou por uma nova formação tática. O time atuou com Wendel improvisado na lateral direita e Ayrton jogando aberto à frente com a incumbência da armação. Assim, o Palmeiras teve atuação razoável.



Ayrton arriscou chute de fora da área, foi responsável por todas as cobranças de bola parada, e ainda criou a melhor chance do Palmeiras na etapa ao colocar Leandro na cara do gol – o atacante chutou a bola na trave esquerda de Leandro Santos. Mesmo assim, foi o sacrificado de Gilson Kleina no intervalo.



O Palmeiras ainda teve outra chance desperdiçada de maneira incrível por Marcelo Oliveira. O lateral recebeu passe de Wendell na área, mas se enrolou na hora da finalização na pequena área e chutou para fora.



O treinador voltou com Patrick Viera no lugar de Ayrton. O meia de ofício provou que Kleina soube enxergar o jogo e deu maior velocidade ao Palmeiras em jogadas de contra-ataques. Foi ele o responsável por puxar uma jogada pela direita e dar assistência para o gol Leandro com toque na saída do goleiro aos 11 minutos.



A alegria da torcida palmeirense pelo gol durou pouco. Aos 15 minutos, Tarracha ganhou de Wendell na ponta esquerda e cruzou forte à meia altura na pequena área para Gilson, mais rápido que os defensores do Palmeiras, desviar para o gol com o pé direito.


Jornal Midiamax