Geral

Fiems projeta elevação da competitividade da indústria com redução da conta de luz

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, avalia que a redução de até 32% na tarifa de energia elétrica para o setor industrial anunciada pela presidente Dilma Rousseff deve refletir no aumento da competitividade das indústrias sul-mato-grossenses com uma perceptível redução do custo Brasil, já que a participação desse insumo no custo de produção varia de […]

Arquivo Publicado em 25/01/2013, às 20h24

None

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, avalia que a redução de até 32% na tarifa de energia elétrica para o setor industrial anunciada pela presidente Dilma Rousseff deve refletir no aumento da competitividade das indústrias sul-mato-grossenses com uma perceptível redução do custo Brasil, já que a participação desse insumo no custo de produção varia de 3% a 30%. “A ideia é aumentar as exportações de produtos industrializados, bem como as vendas dos nossos produtos no mercado interno, gerando mais desenvolvimento”, destacou.



Ele reforça que todos os segmentos da indústria são penalizados pela alta tarifa de energia elétrica cobrada no Estado, mas as indústrias siderúrgicas sofrem mais, pois têm um consumo maior. Atualmente, sem a redução anunciada pela presidente, o custo médio da tarifa de energia elétrica para a indústria no Brasil é de R$ 330 por megawatt/hora, o 4º valor mais alto do mundo, atrás apenas do cobrado na Itália, na Turquia e na República Tcheca.


Jornal Midiamax