Geral

FHC sobre reação do governo aos protestos: faltou conversar com o País

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) afirmou nesta segunda-feira que a presidente Dilma Rousseff deveria ter dialogado mais com o povo depois dos protestos que eclodiram no País. “Eu acho que tinha mesmo que falar alguma coisa, mas acho que faltou também conversar com o País, não ler um texto escrito por um marqueteiro, o […]

Arquivo Publicado em 02/07/2013, às 00h49

None

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) afirmou nesta segunda-feira que a presidente Dilma Rousseff deveria ter dialogado mais com o povo depois dos protestos que eclodiram no País. “Eu acho que tinha mesmo que falar alguma coisa, mas acho que faltou também conversar com o País, não ler um texto escrito por um marqueteiro, o que é moda hoje”, disse, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura.

O tucano, no entanto, afirmou que o governo “chamou para si” o problema e evitou criticar Dilma. “Eu não quero criticar porque a situação é difícil. Não quero jogar pedra porque jogar pedra é fácil. Ainda é o momento de a gente modificar a situação”, disse. “Quando a presidente reage promovendo reforma política, pega todo mundo. Ela chamou para o colo do governo a questão, quando, no início, parecia mais problema de prefeito e de governador”, afirmou.

Sobre os protestos, FHC disse que “houve no Brasil um encolhimento do espaço público em geral”. “Os sistemas não são mais discutidos”, disse. “O que há de específico é que hoje você tem internet, tem telefone, Twitter, então você não precisa mais de um comando centralizado para chamar a manifestação. Pode chamar quase que espontaneamente.”

Para o ex-presidente, a internet “é um fio desencapado”. “Num dado momento, eles vão (para a rua), o choque é inevitável. As pessoas estão cansadas da vida como ela é nas grandes cidades. O estopim foi aumentar os ônibus. Pegou fogo e pronto”, disse.

Jornal Midiamax