Geral

EUA percorrem 5.608 km na 1ª fase da Copa; Bélgica é quem menos viaja

O Brasil conta com doze sedes para a Copa do Mundo de 2014, e algumas só receberão jogos na primeira fase. As cinco regiões do País foram contempladas com partidas do Mundial, e a tabela determinada com a Fifa faz com que algumas seleções precisem percorrer longas distâncias na fase de grupos, enquanto outras terão […]

Arquivo Publicado em 06/12/2013, às 20h51

None

O Brasil conta com doze sedes para a Copa do Mundo de 2014, e algumas só receberão jogos na primeira fase. As cinco regiões do País foram contempladas com partidas do Mundial, e a tabela determinada com a Fifa faz com que algumas seleções precisem percorrer longas distâncias na fase de grupos, enquanto outras terão que viajar bem menos. Quem deu azar foram os Estados Unidos.

No mesmo grupo que Alemanha, Portugal e Gana, a seleção americana faz sua estreia contra os africanos em Natal. A seguir, o time do técnico Jurgen Klinsmann viaja 2.770 km para chegar a Manaus, quando tem jogo contra os lusitanos. Por fim, o G4 encerra a primeira fase contra os alemães com trajeto de 2.838 km para Recife, o que soma um giro de 5.608 km pelo Brasil.

A capital amazonense está presente no caminho de algumas das seleções que mais viajam. É o caso da Croácia, que depois de fazer a abertura da Copa do Mundo com a Seleção Brasileira, em São Paulo, seguirá para Manaus (distante 2693 km) para jogar com Camarões, e depois vai para Recife enfrentar o México (trajeto de 2838 km, o que dá uma soma de 5.531 km).

O próprio Brasil é um dos que mais tempo passará no avião. A equipe do técnico Luiz Felipe Scolari sai de São Paulo depois da estreia e viajará 2.372 km para chegar a Fortaleza para jogo com o México. Depois da partida no Castelão, a Seleção encerra a fase de grupos com Camarões em Brasília, percorrendo ao todo 4.062 km.

A sorte ficou com a Bélgica. Cabeça de chave do Grupo H, a equipe europeia não sai do Sudeste na primeira fase. Depois de estreia com a Argélia em Belo Horizonte, os belgas seguem para o Rio de Janeiro para enfrentar os russos, e terminam a fase contra a Coreia do Sul em São Paulo, um giro de apenas 698 km. Outro que viaja pouco é o “nordestino” México. A seleção mexicana passa por Natal, Fortaleza e Recife, totalizando um percurso de 1.066 km.

Jornal Midiamax