Geral

Edir Macedo estabelece meta de ‘3 a 5 anos’ para Record igualar a Globo

Apesar de quase ter perdido a vice-liderança para o SBT em 2012, a Record aproveitou o evento de lançamento da programação de 2013 para vender a ideia de que o slogan “a caminho da liderança” segue atual. O vice-presidente comercial, Walter Zagari, esbanjou otimismo aos convidados da emissora, num café da manhã no Hotel Hyatt, […]

Arquivo Publicado em 26/03/2013, às 16h15

None

Apesar de quase ter perdido a vice-liderança para o SBT em 2012, a Record aproveitou o evento de lançamento da programação de 2013 para vender a ideia de que o slogan “a caminho da liderança” segue atual.



O vice-presidente comercial, Walter Zagari, esbanjou otimismo aos convidados da emissora, num café da manhã no Hotel Hyatt, em São Paulo, localizado em frente à Rede Globo: “O empresário Edir Macedo disse que, entre três e cinco anos, temos que dividir a liderança com o nosso vizinho aqui do lado”.



A reunião com Macedo, fundador da Igreja Universal e proprietário da emissora, ocorreu há um mês, segundo Zagari. Segundo o executivo, o crescimento do SBT em 2012 não preocupa. “Foi episódico, por causa de “Carrossel”. A Record tem projeto”, defendeu, em conversa com o UOL.



Questionado sobre como pretende cumprir a meta estabelecida por Macedo, Zagari não dá respostas muito diretas. “Nos Estados Unidos, as três grandes redes (ABC, NBC e CBS) dividem audiência, share e publicidade, Vai acontecer um dia aqui”, diz. “Eles (Globo) trafegaram quatro décadas sem concorrência.”



O executivo repete uma antiga reclamação de concorrentes da Globo – o fato de a emissora hoje ter cerca de 50% da audiência geral e 70% do bolo publicitário. Segundo Zagari, quando entrou na Record, em 2002, a emissora faturou cerca de R$ 155 milhões. Em 2012, o resultado foi de R$ 1,7 bilhão.


Jornal Midiamax