Geral

Com dois de Baier, Atlético-PR vira e aumenta crise do Coritiba

Com dois gols de Paulo Baier em uma virada “relâmpago” no final do primeiro tempo, o Atlético-PR venceu o clássico contra o Coritiba por 2 a 1 na tarde deste domingo, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado reabilita a equipe rubro-negra na competição, além de aumentar ainda mais a crise […]

Arquivo Publicado em 06/10/2013, às 22h55

None

Com dois gols de Paulo Baier em uma virada “relâmpago” no final do primeiro tempo, o Atlético-PR venceu o clássico contra o Coritiba por 2 a 1 na tarde deste domingo, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado reabilita a equipe rubro-negra na competição, além de aumentar ainda mais a crise do arquirrival.

Depois de duas derrotas consecutivas, a vitória em Curitiba leva o Atlético-PR aos 44 pontos, firma na terceira colocação do Brasileiro, quatro pontos atrás do vice-líder Grêmio. Já o Coritiba completa sete jogos sem conseguir vencer e mantém a queda livre na tabela: está no 15º lugar, com 31 pontos, apenas três a mais do que o Vasco, 17º colocado e primeiro time da zona de rebaixamento.

As equipes paranaenses voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira. O Coritiba joga em casa, no Estádio Couto Pereira, contra o Santos, às 19h30 (de Brasília). Já o Atlético-PR enfrenta o Corinthians às 21h50 em Mogi Mirim, no Estádio Romildo Vitor Ferreira – o time paulista foi punido com perda de mandos de campo pela confusão com a torcida do Vasco durante partida em Brasília.

A partida na Vila Capanema foi muito movimentada ofensivamente, com boas oportunidades criadas por ambos os times. O placar só saiu do zero, no entanto, em uma cobrança de pênalti. Aos 27min, Léo derrubou Robinho dentro da área do Atlético-PR. Júlio César precisou cobrar duas vezes a penalidade – na primeira, o ataque coritibano invadiu a área. Na segunda, abriu o placar para o Coritiba.

O Atlético-PR não se abalou e demonstrou insistência até ser recompensado, no final do primeiro tempo. Aos 43min, empatou com um gol “sem querer”: Marcelo fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para a pequena área, onde Lucas tentou afastar, mas acabou chutando em cima de Paulo Baier. A bola tocou na canela do jogador atleticano e foi morrer no fundo das redes.

A virada veio aos 45min. Paulo Baier, mais uma vez, fez a diferença: cobrou falta com perfeição e mandou a bola no ângulo – goleiro Vanderlei ainda tocou nela, mas não impediu o gol. O segundo tempo demorou a começar por conta de uma briga entre torcedores do Atlético-PR, o que ameaçou derrubar o alambrado da Vila Capanema. Jogadores tiveram de intervir, e a partida só foi reiniciada depois da ação da Polícia Militar.

Quando a bola enfim rolou, o Coritiba tentou pressionar o Atlético-PR e parecia cada vez mais próximo do gol até os 14min, quando Escudero perdeu a cabeça, fez falta em Marcelo, levou o segundo amarelo e acabou expulso, deixando os visitantes com um homem a menos. Mesmo assim, os minutos finais foram de pressão. Aos 37min, por exemplo, Uelliton escorou bola levantada na área, e Bill obrigou Weverton a fazer defesa incrível para salvar os atleticanos.

A resposta do anfitrião veio aos 40min, quando Zezinho fez jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para o meia da área, onde Marcelo apareceu para bater de primeira; a finalização foi muito bem defendida por Vanderlei, que manteve as esperanças do Coritiba. Até o final do confronto, no entanto, o time não conseguiu evitar mais uma derrota no Campeonato Brasileiro.

Jornal Midiamax