Geral

China diz que vai erradicar voz do Dalai Lama no Tibet

A China pretende erradicar a voz do líder espiritual tibetano em exílio, o Dalai Lama, em sua inquieta e remota terra-natal ao garantir que sua “propaganda” não seja recebida por qualquer um na internet, televisão ou outros meios, disse uma autoridade de alto escalão. A China tem tentado, com vários graus de sucesso, impedir que […]

Arquivo Publicado em 02/11/2013, às 17h45

None
249044635.jpg

A China pretende erradicar a voz do líder espiritual tibetano em exílio, o Dalai Lama, em sua inquieta e remota terra-natal ao garantir que sua “propaganda” não seja recebida por qualquer um na internet, televisão ou outros meios, disse uma autoridade de alto escalão.


A China tem tentado, com vários graus de sucesso, impedir que tibetanos escutem ou assistam a programas transmitidos de fora do país, ou acessem informações sobre o Dalai Lama e o governo exilado na internet.


Mas muitos tibetanos ainda têm acesso a essas notícias, seja por meio de televisão ilegal via satélite ou contornando as restrições chinesas à internet. A foto do Dalai Lama e seus ensinamentos também são contrabandeadas para o Tibet.


Escrevendo no influente jornal do Partido Comunista Qiushi, cuja mais recente edição foi recebida por assinantes neste sábado, o chefe do partido do Tibet Chen Quanguo disse que o governo vai garantir que apenas sua voz seja ouvida.


“Ataquem forte para impedir que a propaganda reacionária dos separatistas entre no Tibet”, escreveu Chen na revista, cujo nome significa “buscando a verdade”. A China vai atingir este objetivo ao confiscar receptores ilegais de satélites, aumentar o monitoramento do conteúdo digital e assegurar que os usuários de telefone e internet sejam registrados com seus nomes verdadeiros, ele acrescentou.

Jornal Midiamax