Geral

Campo Grande declara situação de emergência por causa de dengue

A Prefeitura de Campo Grande declarou hoje (21) a situação de emergência por causa da epidemia de dengue que o município enfrenta. Do dia 30 de dezembro do ano passado a 17 de janeiro, Campo Grande registrou 7.697 notificações da doença, números superiores aos registrados nas epidemias de 2007 e 2010, de acordo com Sesau […]

Arquivo Publicado em 21/01/2013, às 11h57

None

A Prefeitura de Campo Grande declarou hoje (21) a situação de emergência por causa da epidemia de dengue que o município enfrenta. Do dia 30 de dezembro do ano passado a 17 de janeiro, Campo Grande registrou 7.697 notificações da doença, números superiores aos registrados nas epidemias de 2007 e 2010, de acordo com Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública).

Para declarar emergência, o prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) considerou “a necessidade de resposta urgente ao controle de epidemia de dengue à população campo-grandense e com base nos indicadores estatísticos”.

Em 2013 as notificações de dengue representaram média de 510 casos por dia, com mais de cinco mil consultas diárias nas Unidades de Pronto Atendimento. De acordo com o decreto, a situação de emergência entra em vigor a partir de hoje e tem vigência de seis meses.

A prefeitura considerou também a defasagem de 160 (cento e sessenta) Agentes de Controle de Endemias para realizar o controle mecânico do vetor e orientar a população quanto a eliminação dos focos e falta de medicamentos.

A Sesau informou ainda que a epidemia em Campo Grande circula com os tipos 1, 2 e 4 da doença, o último com introdução recente no município de Campo Grande, o que deixa as autoridades ainda mais em alerta.

De acordo com o relatório da Secretaria de Saúde, o bairro com maior incidência de dengue foi o Tijuca, com mais de 2 mil notificações por 100 mil habitantes. Todos os bairros de Campo Grande registraram a doença.

Na semana passada, Bernal afirmou que iria decretar situação de emergência para dar ações mais rápidas no combate à dengue na Capital. Desde o dia 5 de janeiro, Unidades Básicas de Saúde atendem em horário especial para atender pessoas com suspeita de dengue. Até o dia 12 de janeiro, Campo Grande confirmou uma morte pela doença.

Jornal Midiamax