Geral

Campanha de vacinação contra a pólio deve continuar nos estados que não atingiram meta

Balanço divulgado hoje (27) pelo Ministério da Saúde indica que 11,3 milhões de crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos foram imunizadas durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. Embora tenha terminado na última sexta-feira, foi recomendado que os estados que não atingiram a meta de vacinação continuem com a mobilização até […]

Arquivo Publicado em 27/06/2013, às 18h05

None

Balanço divulgado hoje (27) pelo Ministério da Saúde indica que 11,3 milhões de crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos foram imunizadas durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. Embora tenha terminado na última sexta-feira, foi recomendado que os estados que não atingiram a meta de vacinação continuem com a mobilização até o próximo dia 5 de julho.


A meta do ministério é vacinar 12,2 milhões de crianças na faixa etária definida, o que representa 95% desse público. Durante a campanha nacional, a imunização chegou a 87,6%. De acordo com os números preliminares informados pelas secretarias de Saúde até as 10h de hoje, apenas dois estados atingiram a meta, o Acre, com 97,3% de cobertura, e Roraima, com 96,7%.


Os outros estados com as maiores coberturas vacinais são Rondônia (94,8%), Santa Catarina (93,6%), Rio de Janeiro (93,5%), Goiás (93,5%), Paraná (92,8%), Maranhão (92,3%), Sergipe (91,6%) e Rio Grande do Sul (90,5%).


O Ministério da Saúde alerta que é fundamental que os pais levem a carteira de vacinação para que os profissionais de saúde possam avaliar a situação vacinal da criança.


Desde 1994, o Brasil tem certificado emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de erradicação da poliomielite, doença que não tem cura. A aplicação das gotinhas permite também a disseminação do vírus vacinal no meio ambiente, ajudando a criar a imunidade de grupo, reforçando a proteção coletiva em todas as crianças.

Jornal Midiamax